Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940
Email: siteluzdoislam@gmail.com

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » Os Companheiros do Profeta - Os Sahaba » Abdullah b. Jahch
Tamanho da Fonte
Abdullah b. Jahch
Abdullah b. Jahch

O primeiro a ser denominado Emir dos Crentes

Dr. Abdulrahman Ráafat Bacha
Tradução: Prof. Samir El Hayek

O Companheiro ao qual ora nos referimos tinha uma infinidade de laços com o Mensageiro de Allah (S), e foi um dos primeiros a se devotar ao Islam. Era primo em primeiro grau do nobre Profeta (S), sendo que sua mãe, Umayma b. Abd al Muttalib, era irmã do pai do abençoado Profeta (S). Era ainda cunhado do Mensageiro de Allah (S), que se casara com Zaynab b. Jahch, irmã de Abdullah, coisa que a tornava a Mãe dos Crentes1. Ele foi o primeiro homem do Islam a comandar uma expedição militar e, daí, o primeiro a ser denominado Emir dos crentes. Esse era o Abdullah b. Jahch al Assadi.

Ele aceitou o Islam mesmo antes do tempo em que o abençoado Profeta (S) começara a chamar as pessoas para o Islam, na sigilação da casa de Al Arqam, coisa que fez com que ele fosse um dos primeiros muçulmanos. Quando o abençoado Profeta (S) anunciou aos Crentes a decisão de empreender a Hégira para Madina, o Abdullah b. Jahch foi o segundo muçulmano a partir para a viagem. Ao fazê-lo, deixou para trás todos os confortos e benefícios da sua terra natal, assim como sua posição social, para que pudesse escapar às perseguições dos pagãos Coraixtas, e para que pudesse praticar a sua religião, em liberdade e dignidade. Apenas o Companheiro Abu Salama o precedeu naquela histórica migração.

Aquela migração não era uma idéia nova para o Abdullah, que já havia viajado com alguns dos seus parentes muçulmanos para a Abissínia, quando procurara buscar refúgio à perseguição em Makka. Daquela vez, contudo, sua Hégira foi mais completa, e mais ampla em importância, porque levava consigo toda a sua família, com suas crianças. Sua domesticidade e seus parentes haviam abraçado o Islam em massa, velhos e moços, homens e mulheres.

Tão logo se afastaram de Makka, a área onde seus lares se localizavam pareceu-lhes ser uma cidade fantasma. No lugar em que outrora houve muita atividade, havia então apenas o vazio.

Pouco depois que o Abdullah e seus parentes empreenderam a Hégira, os líderes Coraixtas foram vasculhar a cidade de Makka para verem quais dos muçulmanos haviam partido, e quais ainda permaneciam. Neste grupo estavam Abu Jahl e Utba b. Rabia. Este percorreu o olhar pelo canto deserto onde a secção da família de Jahch havia recentemente morado. O vento sibilava por entre os quintais, levantando poeira e fazendo com que as portas batessem.

“As casas dos Banu Jahch ficaram desoladas, com se estivassem a prantear a partida dos seus donos!”, observou Utba.

“E quem são eles”, explodiu iradamente o Abu Jahl, “para que suas casas os pranteiem?” Porém, seu olhar pousou sobre a casa do Abdullah, pois era a mais fina e a mais ricamente mobiliada, e ele se apropriou dela. Abdullah teve conhecimento de como o Abu Jahl tomou posse da sua casa, tomando todos os pertences para si próprio e, com tristeza, relatou o fato para o abençoado Profeta (S), que lhe perguntou:

“Acaso não estás contente, ó Abdullah, com o fato de que Allah irá proporcionar-te uma melhor morada no Paraíso, no lugar da que deixaste, em prol d’Ele?”

“Com certeza, ó Mensageiro de Allah”, ele respondeu, e sua comoção foi substituída pelo prazer do que o abençoado Profeta (S) lhe prometera.

Abdullah mal teve tempo de se estabilizar em Madina, antes de se lembrar das privações por que passara nas suas primeira e segunda Hégiras. Ele finalmente desfrutava de paz espiritual, sabendo que estava a salvo, sob a proteção dos ansar, das ameaças dos Coraixtas. De súbito, ele foi chamado a passar pelo mais exaustivo teste de fé da sua vida.

O abençoado Profeta (S) delegou oito dos seus companheiros para realizarem a primeira ação militar do Islam, dois dos quais eram o Abdullah b. Jahch e o Saad b. Abi Waccas. Ele lhes disse:

“Vou apontar para vosso líder aquele dentre vós que seja o mais paciente quanto à fome e à sede”, e deu o comando ao Abdullah b. Jahch, tornando-o o primeiro comandante responsável por um contingente de Crentes.

O abençoado Profeta (S) ordenou que Abdullah b. Jahch pegasse sua companhia e viajasse numa direção particular, e lhe deu uma carta, pedindo ao Abdullah que não a abrisse senão depois de dois dias de viagem. Quando a companhia havia completado os dois dias da sua viagem, Abdullah olhou a carta. Seu conteúdo era como se segue:

“Quando tiveres lido esta carta, devarás viajar, até que chegues a Nakhla, entre Taif e Makka. Aí deverás observar os movimentos dos Coraixtas, e nos enviar notícias deles.”
Navegação de Artigos:
<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>

Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Centro Islâmico de Taubaté © 2009-2017, todos os direitos reservados.
Rua Benedito Silveira Moraes, 221, Bairro Jardim do Sol - Taubaté - SP. CEP: 12070-290. Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940.
E-mail:
siteluzdoislam@gmail.com

2,429,851 visitas únicas

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2017 by Nick Jones. Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3