Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940
Email: siteluzdoislam@gmail.com

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » Os Companheiros do Profeta - Os Sahaba » Umair b. Saad
Tamanho da Fonte
Umair b. Saad
Umair b. Saad

Dr. Abdulrahman Ráafat Bacha
Tradução: Prof. Samir El Hayek

“O Umair b. Saad é suigeneris.” (dito do Ômar b. al Khattab)

O primeiro sabor de vida experimentado por Umair b. Saad proveio duma taça de privações e pobreza. Seu pai morrera não lhe deixando bens, nem ninguém que lhe garantisse o sustento.

Não muito tempo depois, porém, sua mãe se casou, dessa vez com um ricaço da tribo dos Al Aws. Seu nome era Al Julas b. Suwayid, e ele tomou ao Umair, seu novo enteado, sob sua proteção. Com sua bondade, afeição e seu desvelo, Al Julas foi capaz de fazer com que a criança esquecesse que perdera o pai. Umair amava a Al Julas como se este fora seu pai, e Al Julas era mutíssimo apegado ao Umair, como se este fora seu verdadeiro filho.

Conforme Umair começava a amadurecer, o amor que Al Julas nutria por ele ia crescendo. Al Julas notava no Umair uma inteligência inata que afetava tudo quanto o rapaz fazia, bem como uma personalidade infalivelmente honesta e confiável, sendo que tudo isso servia para encarecer o rapaz perante seu padrasto.

Umair b. Saad tornou-se muçulmano quando era ainda muito jovem, pois não tinha ainda completos dez anos de idade, naquele tempo. Seu coração puro e inocente foi um campo fértil para a semente da fé. O Islam tornou-se parte vital da personalidade daquele jovem que nunca perdia uma oportunidade de orar por trás do Mensageiro de Allah (S). O caração da sua mãe se enchia de júbilo toda vez que o via indo para a mesquita ou dela voltando, às vezes com o marido dela, às vezes sozinho.

A vida do rapazinho Umair b. Saad continuava dessa maneira, em paz e contentamento, sem nada para o perturbar ou aborrecer. Então aconteceu que foi da vontade de Allah jujeitar o jovem a um dos testes mais severos possíveis, e testá-lo duma maneira que era raramente requerida de um rapaz tão jovem.

No nono ano da Hégira, o Mensageiro de Allah (S) anunciou sua resolução de sair para Tabuk1 para encetar batalhas contra os bizantinos. Ordenou ao muçulmanos que se preparassem, bem como aos seus equipamentos, para a expedição.

Nunca fora costume do Profeta (S) informar os muçulmanos da destinação deles, se estavam planejando uma expedição. Fazia-os pressentirem que se estavam dirigindo a uma direção que não era a verdadeira. Todavia, quanto à expedição de Tabuk, ele relatou claramente aonde estavam indo, por causa da grande distância, das dificuldades envolvidas, e da força do inimigo. Ele queria que os muçulmanos se conscientizassem daquilo ao que se estavam comprometendo, para que assim fizessem as preparações adequadas.
_________________
1. Tabuk – uma região na fronteira síria. Uma famosa batalha teve aí lugar entre os muçulmanos e os bizantinos.

Os muçulmanos responderam aos chamados do Profeta (S) com alacridade, e se prepararam. Não se retraíram, muito embora estivessem na metade do verão. O calor ficara intenso, as espigas estavam amadurecendo, as sombras feitas pelas árvores eram convidativas; era a estação em que as pessoas costumeiramente preferiam dar-se ao relaxamente e ao óscio, a exercerem qualquer atividade.

Em meio à preparação, um grupo dos Munaficun3 começou a trabalhar no sentido de fazer com que se enfraquecessem as determinações dos muçulmanos, e se abalassem suas resoluções. Puseram-se a espalhar as sementes da dúvida, e a falar mal do Profeta (S) por trás dele. Nas conversas particulares deles, diziam coisas que nada mais eram do que blasfêmias.

Durante o período, antes que o exército saísse, o jovem Umair b. Saad voltava para sua casa, vindo da mesquita, com a mente cheia de imagens de sacrifícios que eram demostrados pelos muçulmanos. Ele estivera presente, vendo e ouvindo tudo.

Umair viu as mulheres de Muhajirun e dos Ansar irem até ao Mensageiro de Allah (S), despojarem-se das suas jóias e as colocarem perante ele para que as pudesse usar para pagar os equipamentos para o exército que estava para sair para a batalha pela causa de Allah.

Umair viu o Uçman b. Affan (que Allah esteja comprazido com ele) trazer uma sacola com mil dinars em ouro, e apresentá-la ao Profeta (S). Viu também o Abd al Rahman b. Awf trazer duzentas onças de ouro nos seus ombros, e depositar perante o Mensageiro de Allah (S). Viu ainda um homem pondo sua cama à venda para que pudesse comprar uma espada com a qual lutar pela causa de Allah.
____________________
3. Munaficun – os hipócritas. Munafik é un incrédulo que professa o Islam para que possa causar dano aos muçulmanos, estando do lado de dentro.
Navegação de Artigos:
<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>

Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Centro Islâmico de Taubaté © 2009-2017, todos os direitos reservados.
Rua Benedito Silveira Moraes, 221, Bairro Jardim do Sol - Taubaté - SP. CEP: 12070-290. Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940.
E-mail:
siteluzdoislam@gmail.com

2,428,005 visitas únicas

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2017 by Nick Jones. Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3