Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940
Email: siteluzdoislam@gmail.com

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » Os Companheiros do Profeta - Os Sahaba » Habib b. Zaid al Ansari
Tamanho da Fonte
Habib b. Zaid al Ansari
Habib b. Zaid al Ansari

Dr. Abdulrahman Ráafat Bacha
Tradução: Prof. Samir El Hayek


Que Allah conceda a toda tua família as Suas bênçãos, e que Ele te conceda a Sua misericórdia.
(Mohammad, o Mensageiro de Allah{S})


Esta é a história de um homem que cresceu num lar que estava cheio de todas as virtudes inspiradas pela fé religiosa. Todos os sacrifícios despendidos era para o bem da religião. Foi nesse lar que o Habib b. Zaid deu os primeiros passos e passou da adolescência para a puberdade.

Seu pai, Zaid b. Asim, foi um dos primeiros indivíduos de Yaçrib a se converter ao Islam, e foi um dos setenta, que estiveram presentes em Al Aqaba1, a apertar a mão do Mensageiro de Allah (S) e dar a ele sua jura de lealdade. Juntamente com ele estiveram sua esposa e seus dois filhos.

A mãe de Zaid era a Umm ‘Amara, também conhecida como Nasiba al Maziniya, a primeira mulher a portar armas na defesa do Islam, e a proteger a Mohammad, o Mensageiro de Allah (S). Seu irmão era o Abdullah b. Zaid, que sacrificou a própria vida para proteger a vida do Profeta (S) na batalha de Uhud.

O próprio Profeta (S) disse para aquela família: “Que Allah dê à tua família as Sua bênçãos, e que Ele conceda à tua família a Sua misericórdia!”

A divina luz da fé encontrou o seu caminho no coração do Hubaib b. Zaid quando ele era apenas um menininho dócil, e aí se estabilizou por toda uma vida.

O destino fez com que o Hubaib acompanhasse seus pais, irmãos e seu tio até Makka, e fizesse parte da nobre companhia dos setenta indivíduos que deram forma à história do Islam. Na escuridão da noite, o Zaid estendeu a sua mãozinha, colocando-a na mão do Mensageiro de Allah (S), apresentando-lhe a sua jura de fidelidade de Al ‘Aqaba.

Naquele dia, o Mensageiro de Allah (S) tornou-se mais querido para o Hubaib do que seus próprios pais, e o Islam tornou-se mais caro para ele do a sua própria alma.

O Hubaib b. Zaid era muito jovem para estar presente à batalha de Badr, e ele não compartilhou da honra de estar na batalha de Uhud, uma vez que era ainda muito jovem para portar armas. Porém, participou em muitos eventos militares que aconteceram depois de Uhud, e portou-se com honra em cada ocasião. Todas as vezes ele demonstrou ser um membro nobre e auto-sacrificante, dentre os crédulos.

Não obstante suas glórias e grandiosidades, todos esses eventos nada mais foram do que simples preparação para o evento sobre o qual ireis agora ler. Trata-se de uma história que irá abalar as vossas almas nas suas profundezas, assim como tem abalado milhões de muçulmanos desde o tempo da missão profética até hoje. Essa poderosa história tem sido uma das favoritas dos muçulmanos, por séculos, sendo, portanto, digna de ser recontada.

No nono ano da Hégira, o Islam tornou-se estabilizado como uma entidade segura e poderosa. Delegações de todos os quadrantes da Arábia começaram a viajar para Madina, a fim de encontrarem-se com o Mensageiro de Allah (S), com o fito de declararem suas aderência ao Islam e jurarem suas absolutas lealdades e obediências ao Profeta (S). Entre aqueles visitantes estava a delegação dos Banu Hanifa, procedentes das altiplanícies de Najd.

Esses delegados desmontaram de seus camelos na entrada da cidade de Madina, e deixaram suas posses a cargo dum homem chamado Musailima b. Habib al Hanifi. Foram ter com o Mensageiro de Allah (S) anunciaram suas conversões e a do seu povo à religião do Islam. O Profeta (S) os recebeu com honrarias, tratando-os com respeito, ordenando que a cada um fosse dado algum dinheiro, mesmo para o homem que ficara encarregado dos camelos e das posses deles.

Logo que a delegação voltou para a sua terra, em Najd, o Musailima apostatou quanto ao Islam, e se pôs a andar entre o povo, anunciando que Allah o tinha enviado como profeta aos Banu Hanifa assim como tinha enviado um profeta para o Coraix.

Os homens da sua tribo acorreram a ele, levados por inúmeros motivos, o principal do qual, o orgulho tribal. Um deles chegou a dizer: “Juro que Mohammad (S) é veraz, e que o Musailima é um mentiroso; mas, um mentiroso de Rabi’a me é mais benquisto do que um veraz de Mudar2.

Quando o Musailima achou que se havia tornado poderoso e granjeado muitos apoiadores, enviou uma carta para o Mensageiro de Allah (S), na qual dizia: “De Musailima, o mensageiro de Deus, para
Navegação de Artigos:
<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>

Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Centro Islâmico de Taubaté © 2009-2017, todos os direitos reservados.
Rua Benedito Silveira Moraes, 221, Bairro Jardim do Sol - Taubaté - SP. CEP: 12070-290. Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940.
E-mail:
siteluzdoislam@gmail.com

2,431,666 visitas únicas

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2017 by Nick Jones. Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3