Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940
Email: siteluzdoislam@gmail.com

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » Al Muharamat » Coisas Ilícitas Negligenciadas pelas Pessoas e que devem ser evitadas
Tamanho da Fonte
Coisas Ilícitas Negligenciadas pelas Pessoas e que devem ser evitadas
Clique aqui para baixar este livro completo.

Coisas Ilícitas Negligenciadas pelas Pessoas e que devem ser evitadas

Sheikh Muhammad Salih Al Munajjid

www.islam-qa.com

Tradução e Adaptação: Equipe Luz do Islam

Em nome de Allah, o Clemente, o Misericordioso

Introdução


Louvado seja Allah, louvamo-Lo e pedimos Sua ajuda e diretriz. Pedimos refúgio junto a Ele quanto aos malefícios das nossas almas e das maldades das nossas ações. A quem Allah encaminhar, ninguém o pode desviar, e a quem desviar, não terá orientador algum. Presto testemunho de que não há outra divindade a não ser Allah, Único, sem parceiros e presto testemunho de que Mohammad é Seu servo e Mensageiro (que Allah o abençoe e lhe dê paz, bem como aos seus familiares e seus companheiros até o Dia do Juízo Final).
Allah, Glorificado e Exaltado seja, estabeleceu obrigações que não podem ser negligenciadas, determinou limites que não podem ser ultrapassados, proibiu coisas que não podem ser violadas.
O Profeta (Allah o abençoe e lhe dê paz) disse: “O que Allah tornou lícito em Seu livro é lícito, o que proibiu é proibido, o que não foi mencionado é isenção. Portanto aceite a isenção, pois Allah jamais esquece. Ele, então, recitou o seguinte versículo: “...porque o teu Senhor jamais esquece”. (19:64).1

1. Tradição compilada pelo Hákim 2/375, e atestado pelo Albáni no livro: Gháyatil Maram, pág. 14.

As coisas ilícitas constituem os limites de Allah, Exaltado seja:
(تِلْكَ حُدُودُ اللَّهِ فَلا تَقْرَبُوهَا )(البقرة: من الآية187)
“Tais são as normas de Allah; não as transgridais de modo algum”. (2:187). Allah ameaçou quem ultrapassar os limites e violar suas normas com o castigo. Allah, Glorificado seja, disse:
)وَمَنْ يَعْصِ اللَّهَ وَرَسُولَهُ وَيَتَعَدَّ حُدُودَهُ يُدْخِلْهُ نَاراً خَالِداً فِيهَا وَلَهُ عَذَابٌ مُهِينٌ) (النساء:14)
“Quem desobedecer a Allah e ao Seu Mensageiro, profanando os Seus preceitos, Ele o introduzirá no fogo infernal, onde permanecerá eternamente, e sofrerá um castigo humilhante”. (4:14).
Evitar a prática do ilícito é obrigatório, de acordo com as palavras do Rassulullah (Allah o abençoe e lhe dê paz): “Evitem aquilo que lhes proibi e pratiquem o que Eu ordenei praticar, na medida do possível.” 2

2. Tradição compilada por Musslim, cáp. Das Virtudes, tradição nº 130.

As cenas de alguns que seguem os seus desejos, psicologicamente fracos, ignorantes, que ao ouvirem falar a respeito das coisas ilícitas se aborrecem e dizem: “Tudo é ilícito, nada deixaram sem ser proibido, tornaram essa vida insuportável, e desgostosa, apertando os nossos peitos. Só têm ilícito e proibido. A religião é facilidade e Allah é Indulgente, Misericordioso”.
A esses dizemos: “Allah, Altíssimo, estabelece o que deseja. Ninguém pode duvidar da sua determinação, pois Ele é o Onisciente, o Prudentíssimo. Ele permite e proíbe o que quiser. Dentre as normas da nossa servidão a Allah, Exaltado seja, é aceitarmos a sua determinação e nos submetermos a ela”.
As determinações de Allah provêm da Sua onisciência e justiça. Não é por mera diversão, de acordo com Suas palavras:
)وَتَمَّتْ كَلِمَتُ رَبِّكَ صِدْقاً وَعَدْلاً لا مُبَدِّلَ لِكَلِمَاتِهِ وَهُوَ السَّمِيعُ الْعَلِيمُ) (الأنعام:115)
“Suas promessas são imutáveis, porque Ele é o Oniouvinte, o Sapientíssimo”. (6:115).
Deus, Exaltado seja, evidenciou-nos as regras que determinam o lícito e o ilícito, dizendo:
وَيُحِلُّ لَهُمُ الطَّيِّبَاتِ وَيُحَرِّمُ عَلَيْهِمُ الْخَبَائِثَ )(لأعراف: من الآية157) )
“... prescreve-lhes todo o bem e veda-lhes o imundo”. (7:157).
O bom é lícito e o ruim é ilícito. Permitir e proibir é direito somente de Allah. Quem se intitula com isso, ou aceite que outro possa fazer, é ímpio e apóstata:
)أَمْ لَهُمْ شُرَكَاءُ شَرَعُوا لَهُمْ مِنَ الدِّينِ مَا لَمْ يَأْذَنْ بِهِ اللَّهُ)(الشورى: من الآية21)
“Quê! Há, acaso, (seres) parceiros (de Allah) que lhes tenham instituído algo a respeito da religião, sem a autorização de Allah”? (42:21).
Não é permitido a qualquer um falar do lícito ou ilícito, a não ser os sábios, conhecedores do Alcorão e da Sunna. Há uma admoestação incisiva quanto aos que permitem e proíbem sem conhecimento. Allah, o Altíssimo, disse:
)وَلا تَقُولُوا لِمَا تَصِفُ أَلْسِنَتُكُمُ الْكَذِبَ هَذَا حَلالٌ وَهَذَا حَرَامٌ لِتَفْتَرُوا عَلَى اللَّهِ الْكَذِبَ )(النحل: من الآية116)
“E não profirais falsidades, dizendo: Isto é lícito e aquilo é ilícito, para forjardes mentiras acerca de Allah”. (16:116).
As proibições estão citadas no Alcorão e na Sunna. Allah diz:
)قُلْ تَعَالَوْا أَتْلُ مَا حَرَّمَ رَبُّكُمْ عَلَيْكُمْ أَلَّا تُشْرِكُوا بِهِ شَيْئاً وَبِالْوَالِدَيْنِ إِحْسَاناً وَلا تَقْتُلُوا أَوْلادَكُمْ مِنْ إِمْلاقٍ)(الأنعام: من الآية151)
“Vinde, para que eu vos prescreva o que vosso Senhor vos vedou: Não Lhe atribuais parceiros; tratai com benevolência aos vossos pais; não sejais filicidas, por temor à miséria...”. (6:151).
Na sunna também foram citadas as proibições de acordo com as palavras do Rassulullah (Allah o abençoe e lhe dê paz): “Allah proibiu a venda das bebidas inebriantes, da carniça, da carne suína e dos ídolos”. 3

3. Narrado por Abu Daoud em seu Sahih, nº 977.

E das palavras: “Quando Allah proíbe algo, proíbe o seu preço”.

4. Narrado por Darkutni, nº 3/7.

Alguns textos citam determinadas proibições de algum tipo. Por exemplo, Allah diz a respeito dos alimentos proibidos:
) وَالْمُنْخَنِقَةُ وَالْمَوْقُوذَةُ وَالْمُتَرَدِّيَةُ وَالنَّطِيحَةُ وَمَا أَكَلَ السَّبُعُ إِلَّا مَا ذَكَّيْتُمْ وَمَا ذُبِحَ عَلَى النُّصُبِ وَأَنْ تَسْتَقْسِمُوا بِالْأَزْلامِ)(المائدة: من الآية3)
“Estão-vos vedados: a carniça, o sangue, a carne suína e tudo o que tenha sido sacrificado com a invocação de outro nome que não seja o de Allah; os animais estrangulados, os vitimados a golpes, os mortos por causa de uma queda, ou chifrados, os abatidos por feras, salvo se conseguirdes sacrificá-los ritualmente; o (animal) que tenha sido sacrificado nos altares”. (5:3)
Navegação de Artigos:
<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>

Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Centro Islâmico de Taubaté © 2009-2017, todos os direitos reservados.
Rua Benedito Silveira Moraes, 221, Bairro Jardim do Sol - Taubaté - SP. CEP: 12070-290. Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940.
E-mail:
siteluzdoislam@gmail.com

2,429,801 visitas únicas

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2017 by Nick Jones. Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3