Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940
Email: siteluzdoislam@gmail.com

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » Al Muharamat » Muharamat (Parte 3)
Tamanho da Fonte
Muharamat (Parte 3)
O Mau Augúrio

É o presságio de desgraça. Allah, Exaltado seja, diz:
)فَإِذَا جَاءَتْهُمُ الْحَسَنَةُ قَالُوا لَنَا هَذِهِ وَإِنْ تُصِبْهُمْ سَيِّئَةٌ يَطَّيَّرُوا بِمُوسَى وَمَنْ مَعَهُ)(لأعراف: من الآية131)

“Porém, quando lhes chegava a prosperidade, diziam: Isto é por nós! Por outra, quando lhes ocorria uma desgraça, atribuíam-na ao mau augúrio de Moisés e daqueles que com ele estavam”. (7:131).
Os árabes costumavam, quando queriam viajar ou fazer outra coisa, segurava um pássaro e então soltava. Se for para a direita, considerava bom sinal e praticava o que intencionava fazer. Se for para a esquerda, considerava como mal sinal e não fazia o que intencionava fazer. O Profeta (Allah o abençoe e lhe dê paz) mostrou a sentença quanto a esse ato, dizendo: “O mau augúrio constitui politeísmo.”18

18. Narrado por Imam Ahmad, 1/389. Consta também do Sahih Al Jámi’, 3955.

O que faz parte dessa crença ilícita e está em desacordo com o monoteísmo é o mau augúrio quanto aos meses. Por exemplo, deixar de casar durante o mês de Safar ou entre os dois Eid, crer que a última quarta-feira de cada mês ou a sexta feira 13 são dias de azar, ou considera o número 13, ou alguns nomes, ou os deficientes, por exemplo, se for abrir a loja e encontrar no caminho um caolho, acha que é um mau sinal e volta, e coisas semelhantes. Tudo isso é ilícito e faz parte de politeísmo. O Profeta (Allah o abençoe e lhe dê paz) se isentou dessas pessoas. Imran Ibn Hussain relatou que o Profeta (Allah o abençoe e lhe dê paz) disse: “Não é de nós que crê em mau augúrio ou faz mau augúrios, quem crê em charlatanices ou as pratica. (penso que também disse:) quem crê em magia e a pratica.”19 Quem cometer algo semelhante, sua expiação consta da tradição de Abdullah Ibn Amr em que o Profeta (Allah o abençoe e lhe dê paz) disse: “Quem deixar de praticar um ato por mau augúrio, comete politeísmo.” Perguntaram: “Qual é a expiação disso? “ Respondeu: “Que diga: Ó Allah, não há bem a não ser o Teu, não há sorte a não ser a Tua e não há outra divindade a não ser Tu.” ( Allahuma La khaira illa khairuk wala taira illa tairuk wala illaha ghairuk). O mau augúrio faz parte da natureza do ser
humano, por ser pouco o muito. O principal tratamento disso é a confiança em Allah, exaltado seja, de acordo com a tradição e Ibn Mass’ud: “Ninguém se livra de pensar em mau augúrio. Allah o remove com a confiança n’Ele.”21

19. Narrado por Tabaráni no livro “Al Kabir”, 18/162. Ver Sahih Al Jami’, 5435.
20. Narrado por Imam Ahmad, 2/220. Consta também da Assulssula Assahiha, 1065. (Essa tradição possui inconsistência, e deve ser citado como tal.)
21. Narrado por Abu Daoud, nº 3910. Consta tamém da Assulsula Assahiha, 430

O Jurar por outro além de Allah.

Allah, Glorificado e Exaltado seja jura por quem deseja de Suas criaturas. Quanto à criatura, não pode jurar a não se por Allah. Muitas pessoas juram por alguém além de Allah. O jurar por alguém é uma espécie de engrandecimento que só deve ser feito a Allah. Ibn Omar relatou: “Allah os veda jurarem por seus pais. Quem jurar deve fazê-lo por Allah ou se cale,”22 Ibn Omar, também, relatou: “Quem jurar por alguém além de Allah come politeísmo.”23 O Profeta (Allah o abençoe e lhe dê paz) disse: “Quem jurar pela confiança não pertence a nós.”24

22. Relatado por Bukhári. Ver AL Fath, 1/530.
23. Narrado por Imam Ahmad, 1/389. Consta também do Sahih Al Jámi’, 3955.
24. Narrado por Abu Daoud, nº 32530. Consta tamém da Assulsula Assahiha, 94.

Não é permitido jurar pela Caaba, nem pela confiança, nem pela honra, nem pela ajuda ou bênção ou vida de fulano, nem pelo Profeta, nem pelo escolhido, nem pelos pais, nem pela cabeça dos filhos. Tudo isso é ilícito. Quem comete algo disso, sua expiação dizer: Não há outra divindade além de Allah, de acordo com a tradição fidedigna: “Quem jurar por Lat e Uzza deve dizer: Não há outra divindade além de Allah”25

25. Narrado por Bukhári, no Fath, 11/536.

Semelhante a isso há muitas frases politeístas e proibidas que alguns muçulmanos pronunciam, por exemplo: “Confio em Allah e em você.” “Isso provém de Allah e de você”. “Não tenho ninguém além de Allah e você”. “Para mim Allah está no céu e você na terra”. “Não fosse por Allah e fulano”.26 “Estou isento do Islam”. “Estou decepcionado com a vida”. Cada expressão que abrange insulto à vida como, por exemplo, diz-se: “esse é um tempo ruim”, “essa é uma hora de azar”, o tempo é traiçoeiro, etc., é um insulto a Deus que criou a vida, ou tempo. Todos os nomes que denotam servidão a alguém, além de Allah, como servo de Jesus, servo do Profeta, servo do Mensageiro, servo de Hussein, denotam politeísmo.
Há expressões e terminologias contrárias ao monoteísmo como: socialismo do Islam, democracia do Islam, a voz do povo é a voz de Deus, a religião é de Deus e a pátria é de todos, em nome do arabismo, em nome da revolução, denotam também politeísmo.
É proibido denominar alguém de rei dos reis e coisa similar como juiz dos juízes. Denominar de senhor ao hipócrita e ao incrédulo quer seja em árabe ou outro idioma, utilização de uma letra que indica arrependimento, indignação, aflição e que abre as portas a Satanás como dizer: perdoe-me se quiser, ou se puder.27

26. O certo é colocar a palavra “então”, dizendo: Por Allah e, então, por você em todas as expressões.
27. Para maior esclarecimento ver Mojam Al Manahi Al Lafziya. (Dicionário das Expressões Proibidas) do cheikh Bakr Abu Zaid.

Sentar-se com os hipócritas e os imorais para um bate-papo

Muitas pessoas, sem que a fé tenha conquistados seus corações, sentam-se com pessoas imorais e, talvez, aqueles que insultam a lei de Allah, difamando a religião, as pessoas escolhidas. Sem dúvida, isso é um ato proibido que depõe contra a crença. Allah, Exaltado seja, diz:
)وَإِذَا رَأَيْتَ الَّذِينَ يَخُوضُونَ فِي آيَاتِنَا فَأَعْرِضْ عَنْهُمْ حَتَّى يَخُوضُوا فِي حَدِيثٍ غَيْرِهِ وَإِمَّا يُنْسِيَنَّكَ الشَّيْطَانُ فَلا تَقْعُدْ بَعْدَ الذِّكْرَى مَعَ الْقَوْمِ الظَّالِمِينَ) (الأنعام:68)

“Quando deparares com aqueles que difamam os Nossos versículos, afasta-te deles, até que mudem de conversa. Pode ocorrer que Satanás te faça esquecer disso; porém, após a lembrança, não te sentes com os injustos.” (6:68).
Não é permitido sentar-se com este tipo de pessoas, mesmo que sejam parentes próximos, ou que a convivência com eles seja agradável, a não ser para convocá-los ao Islam e corrigir os seus erros. Aceitar e silenciar às suas argumentações não é permitido. Allah, Exaltado seja, diz:
) فَإِنْ تَرْضَوْا عَنْهُمْ فَإِنَّ اللَّهَ لا يَرْضَى عَنِ الْقَوْمِ الْفَاسِقِينَ)(التوبة: من الآية96)

“...porém, se vos congratulardes com eles, sabei que Allah não Se compraz com os depravados”. (9:96).

Deixar a concentração durante a oração

Um dos piores crimes de roubo é cometê-lo, durante a oração. O Profeta (Allah o abençoe e lhe dê paz) disse: “A pior das pessoas é quem rouba uma parte da oração”. Perguntaram-lhe: “Como se faz isso?”. Respondeu: “Não pratica a inclinação e a prostração, devidamente”.28 Deixar a concentração e a constância das costas durante a inclinação e a prostração, não ficar totalmente ereto ao se levantar da inclinação, não ficar com as costas retas depois de se erguer da prostração. São tipos que fazem perder a concentração na oração. Nenhuma mesquita está livre de pessoas que perdem a sua concentração, na oração. É visto em todos os lugares em que se reze. A concentração é um pilar da oração. Ela não é válida, sem isso. O Profeta (Allah o abençoe e lhe dê paz) disse: “A oração do indivíduo só é válida quando endireita as costas durante a inclinação e a prostração.” 29 Sem dúvida, que esse é um ato proibido, pelo qual o indivíduo é severamente advertido. Abu Abdullah Achari relatou que o Profeta (Allah o abençoe e lhe dê paz) praticou a oração com seus companheiros, então, sentou-se com o grupo deles. Um homem entrou e começou a praticar a oração de forma rápida, não dando o tempo devido à inclinação e à prostração. O Profeta (Allah o abençoe e lhe dê paz) disse: “Estão vendo esse homem? Se morrer praticando a oração dessa forma, morrerá não pertencendo a comunidade de Mohammad. O homem bica sua oração como o corvo bica o seu alimento. O exemplo daquele que assim faz é como o do faminto que só come uma tâmara ou duas e de nada lhe valerão.”30 Quem perder a concentração durante a oração, quando souber, deve praticar novamente aquela oração e pedir perdão pelas outras vezes. Não é preciso refazer as orações anteriores, com base na tradição: “Volte e faça a oração novamente.”

28. Narrado por Imam Ahmad, 5/310. Consta, também, do Sahih Al Jami’.
29. Narrado por Abu Daoud, 1/533. Consta, também, do Sahih Al Jami’, 7224.
30. Narrado por Ibn Khouzeima em seu Sahih, 1332. Ver Sifat Salat An Nabi (Método da Oração do Profeta), de Albani, 131.
31. Narrado por Bukhári, 2/274.
Navegação de Artigos:
<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>

Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Centro Islâmico de Taubaté © 2009-2017, todos os direitos reservados.
Rua Benedito Silveira Moraes, 221, Bairro Jardim do Sol - Taubaté - SP. CEP: 12070-290. Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940.
E-mail:
siteluzdoislam@gmail.com

2,427,965 visitas únicas

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2017 by Nick Jones. Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3