Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940
Email: siteluzdoislam@gmail.com

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » Artigos sobre o Islam » Para que serve o véu?
Tamanho da Fonte
Para que serve o véu?
Dr. Mohammad Ramadan Abu Bakr

Louvado seja Allah e que a Sua paz e a graça esteja com o Profeta (S), com seus companheiros e com seus seguidores até o Dia do Juízo.
A mulher está sempre, em todos os tempos e lugares, no trono da preocupação de todas as pessoas. Como não, sendo ela o eixo da vida humana, o segredo de sua felicidade, o motivo de sua existência na terra. Ela é a mãe, a esposa, a irmã, a filha...
Apesar disso, a mulher sofreu humilhação e ofensas que nenhum homem sofreu e continua sofrendo na nossa época atual, apesar do que o homem já atingiu quanto aos direitos humanos. As provas disso são inúmeras, entre os quais a publicação da UNICEF que o costume de se enterrar as meninas vivas em amplo círculo na Índia, nas Filipinas e na África.
Quando do advento do Islam, ele encontrou a mulher nessa situação. Ele suspendeu as ofensas, a humilhação e o desprezo, concedendo-lhe seu direito à dignidade e cuidado. Não conseguimos apresentar tudo que o Islam concedeu à mulher nesse artigo. É suficiente dizer que ele conservou-lhe o sobrenome, depois do casamento, pois não leva o nome do marido, como Hilary Clinton, conserva o nome e o sobrenome (Aicha Bint Abu Bakr), em respeito à sua identidade independente, distante da identidade de seu marido.
Entre os aspectos da honra da mulher no Islam é a ordem de ela cobrir todo o seu corpo, com vestes folgadas, cobrindo-se desde os cabelos até os pés, com exceção do rosto e dos pés (conhecido como véu).
Talvez algumas mulheres que defendem os direitos das mulheres veem que o véu diminui o seu valor e limita a sua liberdade, colocando-a um grau abaixo do homem. Para essas mulheres, digo:

O véu não é contra a mulher: O Islam não o estabeleceu para diminuir a sua honra, seu valor e sua personalidade, nem para acusá-la de que ela é a causa das consupiscências e dos vícios. O véu eleva o seu valor da mulher, protege a sua personalidade, torna-a e à sociedade ao seu redor com toda a felicidade. Como isso acontece?

Digo-lhe, irmã na humanidade:

Primeiro: Todo ser humano deve ser objeto da preocupação das pessoas, objeto de seus respeitos e sua admiração. A mulher, se depender de sua beleza para alcançar isso não consegue, porque a medida da beleza é diferente entre as pessoas. A mulher não consegue satisfazer todos os gostos ao mostrar seus atrativos físicos. Se conseguir isso algum dia, não irá consegui-lo todos os dias. Nenhuma mulher está sozinha neste mundo, ela sentirá que está em disputa constante com outras mulheres para conquistar os corações dos homens e atrair seus olhares. Essa disputa nunca irá fornecer felicidade à mulher. Por isso, o Islam livrou todas as mulheres dessas disputas de beleza e exibição dos atrativos. Ele tornou a disputa entre elas no campo da ciência e do conhecimento, no desempenhar seu papel na construção do mundo com moral e bons atos.

Segundo: É da natureza humana reduzir a sua beleza e enfraquecer sua atração com o passar do tempo. Isso torna a etapa da beleza e da atração da mulher limitada aos anos da juventude. Quando ela fica mais velha, perde sua atração e as pessoas a abandonam. Assim, ela fica complexada e doente psicologicamente, podendo, até, tentar o suicídio (como aconteceu com Marlyn Monroe, Greta Garbo, etc.). O Islam quis proteger a mulher de tudo isso com o véu que protege debaixo dele os valores das atrações para o homem, permanecendo importante para ele e atraindo-o por toda a vida.

Terceiro: O véu não diminui a igualdade da mulher com o homem. Ao contrário, é a própria igualdade, porque a mulher possui estímulos e atrações em seu corpo que o homem não possui. É suficiente que mostre apenas a beleza de seu rosto e suas mãos juntamente com os seus valores mentais, intelectuais e a força de sua personalidade para que o homem a admite e a peça em casamento por causa de tudo isso. Porém, se ela mostrar mais do que isso, o único impulso para pedi-la é o desejo apenas. É um impulso que cessa rapidamente, de gosto inconstante, insuficiente para a formação de família ou cuidar dos filhos, pois o homem se separa , na maioria das vezes, da mulher depois de sossegar o impulso e passa a procurar outra mulher que o incite mais.

Além disso, a mulher, na maioria das vezes, não possui força física e não consegue conservar a sua beleza e atração. Se ela incita o homem constantemente, está sujeita a ser atacada e estuprada.
As estatísticas mostram isso e eis algumas:
1 – Uma das estatísticas mostrou que 19 milhões de mulheres nos Estados Unidos foram vítimas de ataques de estupro. Livro: “O Dia em que América Reconheceu a Verdade”.
2 – A União Italiana de Psicologia fez uma pesquisa e descobriu que 70% dos homens italianos traíram suas esposas. “Reflexões de um Muçulmano.”
3 – Nascem na América 3 milhões de crianças resultantes de adultério e são feitos um milhão de abortos. (O Trabalho da Mulher na Balança).
4 – Numa pesquisa efetuada pela Universidade de Cornel mostra que 70% das empregadas domésticas sofreram assédio sexual e que 56% sofreram ataques físicos perigosos.” (A Mulher, o que Após a Queda?).
5 – Somente na Alemanha 35000 mulheres são estupradas por ano.
Navegação de Artigos:
<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>

Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Centro Islâmico de Taubaté © 2009-2017, todos os direitos reservados.
Rua Benedito Silveira Moraes, 221, Bairro Jardim do Sol - Taubaté - SP. CEP: 12070-290. Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940.
E-mail:
siteluzdoislam@gmail.com

2,431,825 visitas únicas

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2017 by Nick Jones. Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3