Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940
Email: siteluzdoislam@gmail.com

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » Convertidos ao Islam » Raphael Narbaez Jr, Ministro Testemunhas de Jeová (2)
Tamanho da Fonte
Raphael Narbaez Jr, Ministro Testemunhas de Jeová (2)
Descrição: Primeiro ele encontra muçulmanos e a fé, e finalmente sua aceitação do Islã.
Por Raphael Narbaez Jr.
Publicado em 13 Sep 2010 - Última modificação em 13 Sep 2010

Visualizado: 659 (média diária: 2) - Classificação: 5 de 5 - Classificado por: 1
Impresso: 68 - Enviado por email: 1 - Comentado em: 0

Categoria: Artigos > Histórias de Novos Muçulmanos > Sacerdotes e Figuras Religiosas

Estávamos trabalhando nesse mall.  É época de festas e colocam estandes extras nos corredores.  Havia uma garota em um e tínhamos que passar bem na frente dela.  Eu dizia: “Bom dia, como vai?” Se ela dizia algo, era “Oi.” E era tudo.

Finalmente eu disse: “Moça, você nunca diz nada. Só queria me desculpar se disse algo errado.”

Ela disse: “Não, sou muçulmana.”

“Você é o quê?”

“Sou muçulmana, e muçulmanas não falam com homens a menos que tenham algo específico para conversar, de outra forma não temos nada a ver com homens.”

“Ohhhhh. Muçulmana.”

Ela disse: “Sim, praticamos a religião do Islã.”

“Islã – como se soletra?”

“I-s-l-ã.”

Na época, sabia que todos os muçulmanos eram terroristas.  Ela nem tinha uma barba.  Como ela podia ser muçulmana?

“Como essa religião começou?”

“Bem, houve um profeta.”

“Um profeta?”

“Muhammad, que Deus o louve.”

Comecei uma pesquisa.  Mas tinha vindo de outra religião.  Não tinha intenção de me tornar muçulmano.

Os feriados acabaram.  O estande foi removido.  Ela partiu.

Continuei a orar, e perguntei por que minhas orações não eram respondidas.  Em novembro de 1991 fui pegar meu tio Rockie no hospital para trazê-lo para casa.  Comecei a esvaziar suas gavetas e embalar suas coisas e havia uma Bíblia de Gideão.  Pensei que Deus tinha respondido minhas orações.  Essa Bíblia de Gideão. (Claro, eles a colocam em todo quarto de hotel.) Era um sinal de Deus de que Ele estava pronto para me ensinar.  Então roubei a Bíblia.

Fui para casa e comecei a orar: Ó Deus, me ensine a ser um cristão.  Não me ensine o caminho das Testemunhas de Jeová.  Não me ensine o caminho católico.  Ensine-me Seu caminho! Tu não terias feito essa Bíblia tão difícil para que pessoas sinceras comuns em oração não pudessem entendê-la.

Li todo o Novo Testamento.  Comecei o Velho Testamento.  Bem, eventualmente existe uma parte na Bíblia sobre os profetas.

Bing!

Pensei: Espere um minuto, aquela moça muçulmana disse que eles tinham um profeta.  Como ele não está aqui?

Comecei a pensar, muçulmanos – um bilhão no mundo.  Cara, uma em cada cinco pessoas na rua, teoricamente, poderia ser muçulmana.  E pensei: Um bilhão de pessoas! Vamos lá, Satanás é bom.  Mas não é tão bom.

Então eu disse: lerei o livro deles, o Alcorão, e verei o que tipo de pacote de mentiras é essa coisa.  Provavelmente tem uma ilustração de como desmontar um AK-47. Então fui a uma livraria árabe.

Perguntaram: “No que podemos ajudá-lo?”

“Estou procurando um Alcorão.”

“Ok, temos alguns aqui.”

“Tinham alguns muito bonitos – trinta dólares, quarenta dólares.”

“Olha, eu só queria ler, não quero me tornar um, ok?”

“Ok, temos essa pequena edição em brochura de cinco dólares.”

Fui para casa e comecei a ler meu Alcorão do início, com Al-Fatiha.  E não pude tirar meus olhos dele.

Hei, veja isso.  Fala sobre Noé.  Temos Noé em nossa Bíblia também.  Hei, fala muito sobre Lot e Abraão.  Não posso acreditar.  Nunca soube que o nome de Satanás era Iblis.  Hei, e isso aqui.

Quando você tem aquela imagem na sua TV e tem um pouco de estática e você aperta aquele botão [klop] – sintonia fina.  Foi exatamente o que aconteceu com o Alcorão.

Li tudo.  Então eu disse, ok, fiz isso, agora qual é a próxima coisa que tenho que fazer? Bem, você tem que ir ao lugar de reunião deles.  Olhei nas páginas amarelas, e finalmente encontrei: Centro Islâmico do Sul da Califórnia, em Vermont.  Liguei e disseram: “Venha na sexta.”

Agora estava realmente ficando nervoso, porque sabia que teria que enfrentar Habib e sua AK-47.

Queria que as pessoas entendessem como é para um cristão americano vir para o Islã.  Estou brincando sobre a AK-47, mas não sei se esses caras têm adagas debaixo de seus casacos, sabe como é.  Então, fui para frente e havia um irmão que era um armário com barba e tudo e eu estava amedrontado.

Navegação de Artigos:
<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>

Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Centro Islâmico de Taubaté © 2009-2017, todos os direitos reservados.
Rua Benedito Silveira Moraes, 221, Bairro Jardim do Sol - Taubaté - SP. CEP: 12070-290. Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940.
E-mail:
siteluzdoislam@gmail.com

2,429,740 visitas únicas

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2017 by Nick Jones. Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3