Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940
Email: siteluzdoislam@gmail.com

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » Artigos sobre o Islam » Acreditar na Calima
Tamanho da Fonte
Acreditar na Calima
PORQUE ACREDITAR EM CÁLIMA?

Irmãos no Islam! Porque deveríamos acreditar na Cálima, que benefícios podem obter com isso? Vamos tentar encontrar uma resposta para esta importante pergunta.

Qualquer trabalho que façamos é realizado tendo algum propósito ou algum benefício como finalidade. Jamais fazemos qualquer coisa sem ter um objectivo, meta ou necessidade. Porque é que vocês bebem água? Porque ela mata a sede. Se vocês descobrissem que beber água não satisfazia a sede, vocês não perderiam tempo com isso da próxima vez que sentissem sede. Porque é que vocês comem? Simplesmente porque querem satisfazer a fome e preservar as suas energias para viver. Se não fizesse qualquer diferença comerem ou não, vocês naturalmente considerariam que fazê-lo seria uma ocupação inútil. Por que é que tomam remédios quando estão doentes? Por que querem se livrar da doença e recuperar a saúde? Mas logo vocês param de tomar o remédio que não faz efeito. Por que é que vocês trabalham tão esforçadamente para cultivar a terra? Para que possam obter colheitas, frutos e vegetais. Mas se nada crescesse depois de semearem, vocês não voltariam a se esforçar para arar o campo, semear os grãos e irrigar a terra.

Assim sendo, qualquer que seja o trabalho que fazem, vocês sempre tem um propósito em vista. Se o propósito é alcançado, vocês consideram o trabalho produtivo, e se não o é, então dizem que ele é inútil.

O Sucesso na Outra Vida

Lembrando isso, vamos então nos perguntar: Porque deveremos então recitar a Cálima? A resposta óbvia é: para assinalarmos outra distinção entre um káfir e um muçulmano. Mas qual é a natureza dessa distinção? Quer ela dizer que se o káfir tem dois olhos, o muçulmano terá quatro? Ou de que se um káfir tiver uma cabeça, o muçulmano terá duas? Vocês dirão: Não, não é isto que quer dizer; quer dizer que deve existir uma diferença entre o resultado final entre a vida de um muçulmano e a vida de um káfir. O resultado final da vida do káfir é o fracasso: ele ficará privado da misericórdia de Deus naquele mundo da Outra Vida, e será totalmente infeliz; enquanto que o do muçulmano é o sucesso: ele receberá a graça de Deus e será feliz e honrado na Outra Vida.

Este Mundo e Aquele Mundo

Sua resposta está correcta. Mas agora, digam-me: Qual é a natureza daquele mundo (na Outra Vida)? E, qual o significado de ser um fracasso na Outra Vida? O que quer dizer ser bem sucedido e honrado nela?

Não precisamos nos deter para elaborar a resposta à primeira pergunta, pois ela já foi fornecida pelo Profeta (SAAS). Este mundo é campo de aração para a Outra Vida.

Este mundo e o Outro não são duas entidades separadas, mas sim um processo contínuo. Esse processo começa neste mundo e continua na Outra Vida. A relação entre os dois é igual à que existe entre a aração e a colheita. Vocês aram a terra, semeiam o grão, irrigam e cuidam do plantio até que fique pronto para a colheita. Quando tiverem feito a colheita, alimentam-se com ela no decorrer do tempo.

Naturalmente, vocês colherão aquilo que tiverem semeado na terra. Se tiverem semeado trigo, só crescerá trigo. Se semearem espinhos, só crescerão espinhos. Se nada for semeado, nada crescerá. Quaisquer enganos ou erros que houverem cometido durante a aragem a semeadura, a irrigação e cuidado dos seus campos, seus efeitos aparecerão na época da colheita da safra. Mas se tiverem realizado todos os preparativos necessários de maneira correcta, receberão a recompensa à época da colheita.

Esta é exactamente a posição da relação deste mundo e daquele mundo. Este mundo é como a terra a ser arada. O homem foi enviado para este campo com o fim de produzir uma safra para si pelos seus próprios esforços e trabalho árduo. A ele foi concedido um tempo determinado – do nascimento à morte – para realizar esta incumbência. Qualquer que seja o tipo de safra que ele semeie, será colhida na sua vida além do túmulo, e seu produto será sua provisão na Outra Vida. Se vocês tiverem semeado boas sementes no campo deste mundo no curso das suas vidas e as irrigaram com água e tomaram os cuidados adequados, descobrirão que os frutos dos seus esforços os estarão esperando na Outra Vida em forma de belos jardins. Vocês poderão viver felizes dos frutos desse jardim que cultivaram com tanto afinco durante suas vidas terrenas; não precisarão trabalhar mais. Esse é o Paraíso, esse é o sucesso, o estado de ratificação na Outra Vida.

Em contraste com isso, se tiverem semeado espinhos e produzido plantas amargas e venenosas durante as suas vidas na terra, colherão uma safra parecida na Outra Vida. Não será dada uma segunda oportunidade para plantarem uma safra boa, e não terão outra escolha senão de se sustentarem com aquela colheita ruim.

Terão de deitar na cama de espinhos que cultivaram, e comer os
Navegação de Artigos:
<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>

Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Centro Islâmico de Taubaté © 2009-2017, todos os direitos reservados.
Rua Benedito Silveira Moraes, 221, Bairro Jardim do Sol - Taubaté - SP. CEP: 12070-290. Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940.
E-mail:
siteluzdoislam@gmail.com

2,431,778 visitas únicas

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2017 by Nick Jones. Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3