Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940
Email: siteluzdoislam@gmail.com

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » Artigos sobre o Islam » O Verdadeiro Muçulmano
Tamanho da Fonte
O Verdadeiro Muçulmano
PODEMOS NOS CHAMAR SE MUÇULMANOS?

Irmãos no Islam! Vocês agora entendem que, de acordo com o Alcorão, os homens se desencaminham por três caminhos. O primeiro é por ignorar a orientação de Deus e tornarem-se escravos do desejo. O segundo é por darem prioridade à família, à cultura, costumes e tradições de antepassados ao invés de à lei de Deus. O terceiro é ignorando o caminho enunciado por Deus e por Seu Mensageiro e seguir os caminhos das pessoas ditas importantes ou de outras civilizações ou culturas.

Um Verdadeiro Muçulmano

O verdadeiro muçulmano deveria estar livre desses três problemas. Somente alguém que é servo exclusivamente de Deus e de mais ninguém somente dos Seus Mensageiros, pode realmente ser chamado de muçulmano. Um muçulmano acredita sinceramente que o ensinamento de Deus e do Seu Mensageiro é a verdade absoluta, e que qualquer coisa que a contrarie é falsa, e que ela contém tudo que é bom para um homem tanto neste mundo como no Outro Mundo. O muçulmano que tem fé total nestas verdades se voltará somente para Deus e para o Mensageiro em todos os momentos de sua vida para se orientar e submeter àquilo que eles estabeleceram. Tal pessoa jamais se sentirá tumultuada por estar obedecendo aos mandamentos de Deus, ou preocupada se os membros de sua família ou comunidade o censurarem, nem mesmo se o mundo todo se opuser a ele, situação em que a sua resposta será inequívoca: "Sou servo de Deus, não seu; tenho fé no Mensageiro d'Ele, não em você."

O Que é Hipocrisia?

Servir a si Próprio

Por outro lado, alguém pode dizer: "Esta pode ser a orientação de Deus e do Mensageiro, mas me é difícil aceitá-la porque parece-me prejudicial. Assim sendo, agirei de acordo com a minha própria opinião e não conforme a orientação de Deus e do Seu Mensageiro." Evidentemente, não pode haver qualquer tipo de fé no coração de tal pessoa. Ela não é um verdadeiro crente (mumin) e sim um hipócrita (munáfik). Pois enquanto verbalmente ele se diz servidor de Deus e seguidor do Mensageiro, na verdade ele é servo de si mesmo e seguidor de suas próprias opiniões.

Adesão à Sociedade e à Cultura

Do mesmo modo, uma pessoa pode dizer que sejam quais forem as directrizes de Deus e do Mensageiro, não se pode abandonar determinado costume porque este vem sendo seguido desde os tempos dos seus antepassados. Este, também, deve ser incluído entre os hipócritas, por mais evidente que seja a marca em sua testa deixada pelas prostrações em intermináveis orações e por mais devoto que seja seu ar. O espírito do Islam não penetrou em seu coração. Islam não consiste apenas em curvar-se, prostrar-se, jejuar e peregrinar; nem se encontra na atitude ou nas vestes de alguém. Islam significa submissão a Deus e ao Mensageiro. Qualquer um que se recuse a obedecê-lo na condução de sua vida, não tem o verdadeiro Islam no coração – a fé ainda não penetrou seus corações. Suas orações, seu jejum e seu ar de devoção não são mais do que uma ilusão.

A Imitação de Outras Pessoas

Alguém pode afirmar, contestando o Livro de Deus e as orientações do Mensageiro. Tais e quais ideias e práticas é que devem ser adoptadas, porque elas prevalecem no Ocidente; tal comportamento em especial deve ser adoptado porque as demais nações estão conseguindo progredir paralisando-o; tal argumento deve ser aceito porque está sendo proposto por uma pessoa importante. A pessoa que faz tais afirmações está correndo sério risco de perder sua fé, porque essa atitude é inconciliável com o Islam.

Se vocês são muçulmanos e pretendem continuar a sê-lo, desfaçam-se então de todas e quaisquer sugestões contrárias às directivas de Deus e do Seu Mensageiro. Se não forem capazes de fazê-lo, muito mal advirá a vocês se persistirem em se dizer seguidores do Islam. Afirmar que crêem em Deus e no Mensageiro e ao mesmo tempo ignorar os mandamentos deles em relação à conduta que devem praticar em suas vidas, preferindo as ideias e costumes de outras pessoas, não constitui em fé nem em Islam. Trata-se de pura hipocrisia.

Deus não deixa qualquer margem de dúvida quanto à natureza ridícula de tal comportamento:

"Temos revelado lúcidos versículos; e Deus encaminha quem Lhe apraz à senda reta. Dizem: Cremos em Deus e no Mensageiro, e obedecemos. Logo, depois disso, uma parte deles volta as costas, porque não é crente. E quando são convocados ante Deus e Seu Mensageiro, para que julguem entre eles, eis que um grupo deles desdenha. Porém, se a razão está do lado deles, correm a ele, obedientes. Abrigam a morbidez em seus corações; duvidam eles, ou temem que Deus e Seu Mensageiro os defraudem? Qual! É que eles são uns iníquos! A resposta dos crentes, ao serem convocados ante Deus e Seu Mensageiro, para que julguem entre eles, será: Escutamos e obedecemos! E serão venturosos. Aqueles que
Navegação de Artigos:
<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>

Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Centro Islâmico de Taubaté © 2009-2017, todos os direitos reservados.
Rua Benedito Silveira Moraes, 221, Bairro Jardim do Sol - Taubaté - SP. CEP: 12070-290. Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940.
E-mail:
siteluzdoislam@gmail.com

2,429,811 visitas únicas

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2017 by Nick Jones. Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3