Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940
Email: siteluzdoislam@gmail.com

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » Artigos sobre o Islam » Religião/Jurisprudência
Tamanho da Fonte
Religião/Jurisprudência
A DIFERENÇA ENTRE DIN (RELIGIÃO) E CHARI'A (JURISPRUDÊNCIA)

Irmãos de Islam! Quando falamos de Islam, frequentemente ouvimos e usamos em especial estas duas palavras: uma é Din e a outra é Chari'a. Mas muitos poucos entendem o verdadeiro significado de Din e chari'a. Não só os iletrados, mas mesmo as pessoas razoavelmente educadas, e também muitos religiosos dedicados, não tem uma noção das importantes distinções entre os dois conceitos. Devido a esse desconhecimento, Din e Chari'a são frequentemente confundidos um com o outro, criando sérios problemas.

O Significado de Din

A palavra "Din" é usada em diversos sentidos. O primeiro é o de soberania, poder, senhoria, reinado ou governo. O segundo é contrário a este, ou seja, submissão, obediência, serviço ou servidão. O terceiro é o de acerto de contas, de julgar, de dispensar recompensa ou castigos por actos. Todos os três são encontrados no Alcorão.

Deus diz:

"Para Deus a religião (Din) é o Islam. E os adeptos do Livro só discordaram por inveja, depois que a verdade lhes foi revelada. Porém, quem nega os versículos de Deus, saiba que Deus é Destro em ajustar contas." (3ª:19)

Aí, Din é o modo de vida pelo qual reconhecemos que somente Deus é o possuidor de todo o poder e majestade, e nos entregamos a Ele. Não devemos nos humilhar nem degradar diante de ninguém diante Deus. Devemos reconhecer somente a Deus como Mestre, Senhor e Soberano, e não devemos nos tornar escravos ou servos de ninguém além d'Ele. Devemos aceitar somente a Deus como Senhor da recompensa e do castigo. Não devemos almejar qualquer recompensa, temer qualquer castigo, senão d'Ele. Islam é o nome deste Din

O Din falso surge quando vocês atribuem poderes reais a qualquer outro além de Deus, quando acatam qualquer um como regente e senhor, como dispenseiro de recompensas e castigos reais, quando curvam suas cabeças a este e obedecem as suas ordens, quando cobiçam a recompensa dele mais do que os de Deus. Esse tipo de Din jamais é aceito por Deus porque é completamente contrário à realidade.

Nenhum outro ser de todo o universo além de Deus possui qualquer poder ou força, nem existe soberania ou regência de qualquer outro ser. Nós não fomos criados para sermos servos e escravos de ninguém ou de nada a não ser de Deus, nem a ninguém mais, além do verdadeiro Mestre, que possa nos julgar e nos conferir recompensa e castigo. Em muitos trechos do Alcorão, estes factos vem explicados.

"E quem quer que almeje (impingir) outra religião, que não seja o Islam, (aquela) jamais será aceita e, no outro mundo, essa pessoa contar-se-á entre os desventurados." (3ª:85)

Assim, aquele que menosprezar a soberania e regência de Deus, reconhecer outra entidade como seu senhor e regente, tornar-se seu servo e escravo, e considerar qualquer outro como dispenseiro de recompensa e castigo por seu próprio direito, jamais terá sua Din ou conduta aceita por Deus, porque:

"E lhes foi ordenado que adorassem sinceramente a Deus, fossem monoteístas, observassem a oração e pagassem o zakat; esta é a verdadeira religião (Din)" (98ª:5)

Deus criou os seres humanos para servir a ninguém a não ser a Ele Próprio. Incumbe a vocês, portanto, regeneram os falsos deuses e preservarem a submissão, ou seja, o verdadeiro Din somente para Deus. Devem dedicar-se exclusivamente a Seu serviço e considerarem que têm que prestar contas somente a Ele:

"Anseiam, acaso, por outra religião, que não a de Deus? Todas as coisas que há nos céus e na terra, quer queiram, quer não, estão-Lhe submetidas, e a Ele retornarão." (3ª:83)

Como podemos nós, seres humanos, nos dispor a servir e a submeter-nos a alguém que não Deus, quando todas as outras coisas que há na terra e nos céus são escravas e servidoras obedientes somente a Deus, prestando contas dos seus actos a ne-nhuma outra autoridade senão a de Deus? Quererá o homem adoptar um modo divergente para si próprio, alguma forma de existência independente e autónoma, em desafio ao universo inteiro?

"Ele foi Quem enviou Seu Mensageiro com a Orientação e a verdadeira religião, para fazê-la prevalecer sobre todas as outras, embora isso desgostasse os idólatras." (9ª:33)

Deus enviou Seu Mensageiro com o verdadeiro Din com o propósito de por fim à soberania de todos os falsos deuses e conceder uma liberdade imensa para que nós pudéssemos viver como servidores de nenhum outro além do Senhor do universo, não importando o quanto desgostasse aos idólatras e politeístas que se opusessem a isto.

"Combatei-os até terminar a intriga, e prevalecer totalmente a religião
Navegação de Artigos:
<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>

Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Centro Islâmico de Taubaté © 2009-2017, todos os direitos reservados.
Rua Benedito Silveira Moraes, 221, Bairro Jardim do Sol - Taubaté - SP. CEP: 12070-290. Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940.
E-mail:
siteluzdoislam@gmail.com

2,427,538 visitas únicas

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2017 by Nick Jones. Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3