Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940
Email: siteluzdoislam@gmail.com

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » Variedades » Condições para o consumo de carne abatida pelos Judeus e Cristãos
Tamanho da Fonte
Condições para o consumo de carne abatida pelos Judeus e Cristãos
Louvado seja Allah.

Em primeiro lugar:

http://www.halalislam.com/br/images/acougue.jpgDizer o nome de Allah é uma condição para a carne ser halaal, e não há excusas para se esquecer ou não saber, de acordo com a opinião mais correta dos Sábios do Islam.

Em segundo lugar:

Carne abatida por um dos "Povos do Livro" (um judeu ou cristão) está permitida para o consumo dos muçulmanos sujeitando-se a duas condições:

1 - Que a carne seja abatida da mesma forma que um muçulmano abate, cortando a garganta e o esôfago e deixando fluir o sangue. Se o animal é morto por estrangulamento, choque elétrico ou afogamento em água, sua carne não é permitida. Da mesma forma, se um muçulmano faz isso, a carne também não é permitida.

2 - Nenhum outro nome além do nome de Allah deve ser mencionado sobre o animal, como o nome do Messias (Jesus), etc, porque Allah diz (interpretação do significado):

"Não comais aquilo (concernente a carnes) sobre o qual não tenha sido invocado o nome de Deus, porque isso é uma profanação..."

[Al-An'aam - O Gado, 6:121]

E Ele (Allah) diz a respeito das coisas haraam (ilícitas para o consumo):

"Ele só vos vedou a carniça, o sangue, a carne de suíno e tudo o que for sacrificado sob invocação de outro nome que não seja (o nome) de Deus."

[Al-Baqarah - A Vaca, 2:173]

Shaykh Ibn ‘Uthaymeen (que Allah tenha misericórdia dele) disse:

O que se quer dizer aqui é sobre pronunciar um nome que não seja o nome de Allah no momento do abate, tais como dizer "em nome do Messias" ou "em nome de Maomé" ou "em nome de Jibreel (Gabriel)" ou "em nome de al-Laat" e assim por diante. Fim da citação de Tafseer (Interpretação) Sooratu al-Baqarah.

A proibição também se aplica ao que é oferecido como um sacrifício para o Messias ou a al-Zahrah, mesmo que não seja mencionado um nome que além do nome de Allah sobre o animal. Isso também é haraam.

Shaykh al-Islam Ibn Taymiyah (que Allah tenha misericórdia dele) disse: Quanto àquilo que é abatido pelos povos do Livro para suas festas, como um ato de adoração para se aproximar de alguém que não seja Allah (ídolo), como os muçulmanos oferecem seus sacrifícios para se aproximar de Allah (eid), assim, como o que abate para o Messias e al-Zahrah, há dois relatos narrados de Ahmad relativos a essa ocasião, o mais conhecido dos quais em seus textos é que não é permitido comer essa carne, mesmo que o nome de alguém que não seja Allah não tenha sido mencionado sobre ele (o animal). Essa proibição foi narrada de ‘Aa’ishah e ‘Abd-Allaah ibn ‘Umar. Fim da citação de Iqtida’ al-Siraat al-Mustaqeem (1/251).

Em terceiro lugar:

Se um muçulmano ou um kitaabi (judeu ou cristão) mata um animal para consumir sua carne, e não se sabe se ele mencionou o nome de Allah sobre o animal ou não, é permitido comer dessa carne, e quem come deve pronunciar o nome de Allah (Bismillah Arahman Arahim), por causa do relato que foi narrado por al-Bukhari (2057) de 'Aisha (que Allah esteja satisfeito com ela), que algumas pessoas disseram: Ó Mensageiro de Allah, algumas pessoas trazem carne para nós, e nós não sabemos se eles mencionaram o nome de Allah sobre o animal ou não. O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: "Mencione o nome de Allah sobre a carne e coma dela."

Shaykh Ibn ‘Uthaymeen (que Allah tenha misericórdia dele) disse: Não é essencial perguntar se o animal foi abatido por um muçulmano ou um kitaabi, e como ele foi abatido, e se o nome de Allah foi mencionado sobre ele ou não. Aliás, isso não deve ser feito, pois isso é ser obstinado em questões religiosas. O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) comeu carne abatida pelos judeus sem fazer perguntas. Em Sahih al-Bukhari e em outras narrações é relatado de ‘Aa’ishah (que Allah esteja satisfeito com ela) que algumas pessoas disseram ao Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele): Algumas pessoas trazem carne para nós, e nós não sabemos se eles mencionaram o nome de Allah sobre o animal ou não. O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: "Mencione o nome de Allah sobre a carne e coma." Ela disse: Eles eram novos no Islã e o Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse-lhes para comer sem perguntar, mesmo que aqueles que levaram a carne para eles não tinham conhecimento dos regulamentos do Islã, por eles eram novos no Islã. Fim de citação de Risaalah fi Ahkaam al-Udhiyah wa’l-Dhakaah por Shaykh Ibn ‘Uthaymeen (que Allah tenha misericórdia dele).

Em quarto lugar:

Com base no exposto, quem viaja para um país não-islâmico (e quem vive em um país não-islâmico), onde a maioria das pessoas que abatem carne (animal para corte) são cristãos ou judeus, é permitido para ele (o muçulmano) comer sua carne, a menos que ele (a pessoa que vai comer a carne) saiba que eles (os abatedores) atordoaram os animais ou mencionaram sobre o animal o nome de alguém que não seja Allah, como indicado acima.

Mas se o abatedor é um idólatra (outra religião que não seja cristão ou judeu, p.ex budista) ou comunista, não é permitido comer carne abatida por ele.

Se a carne é haram, não é permitido comer dela em razão da necessidade, desde que a pessoa possa encontrar comida para mantê-lo vivo, como peixes, vegetais e assim por diante.

Shaykh ‘Abd al-Rahmaan al-Barraak (que Allah preserve ele) disse: "As carnes disponíveis nos países kaafir (não-islâmicos) são de vários tipos. Agora os peixes, são halaal em todos os casos, porque para o peixe ser halal não depende da forma em que ele é abatido ou se o nome de Allah foi mencionado sobre ele.

Com relação a outros tipos de carne, se as empresas ou pessoas que produzem carne são pessoas dos "Povos do Livro", judeus ou cristãos, e não se sabe se eles mataram o animal por choque elétrico, estrangulamento ou golpearam-no na cabeça, como é bem conhecido no ocidente, então esta carne é halaal. Allah diz (interpretação do significado):

"Hoje, estão-vos permitidas todas as coisas sadias, assim como vos é lícito o alimento dos que receberam o Livro, da mesma forma que o vosso é lícito para eles."

[Al-Maa'idah - A Mesa Servida, 05:05]

Mas se eles matam o animal através de um dos métodos mencionados acima (choque elétrico, estrangulamento ou golpearam-no na cabeça), em seguida, a carne é haraam, porque, nesse caso, é a carne que foi estrangulada ou mortos por uma pancada. E se aqueles que produzem a carne não são judeus ou cristãos, em seguida, a carne que eles oferecem é haram. Allah diz (interpretação do significado):

"Não comais aquilo (concernente a carnes) sobre o qual não tenha sido invocado o nome de Deus, porque isso é uma profanação..."

[Al-An'aam - O Gado, 6:121]

O muçulmano deve se esforçar para evitar o que é claramente Haraam e ser cauteloso nas questões duvidosas, de modo a preservar o seu compromisso religioso e para manter seu corpo a salvo de ser alimentado com coisas haraam. Fim da citação.

E Allah sabe melhor.

Islam Question & Answer.

Artigo Original: http://islam-qa.com/en/ref/88206

Tradução e Adaptação: Grupo Divulga Islam
Navegação de Artigos:
<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>

Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Centro Islâmico de Taubaté © 2009-2017, todos os direitos reservados.
Rua Benedito Silveira Moraes, 221, Bairro Jardim do Sol - Taubaté - SP. CEP: 12070-290. Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940.
E-mail:
siteluzdoislam@gmail.com

2,431,684 visitas únicas

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2017 by Nick Jones. Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3