Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940
Email: siteluzdoislam@gmail.com

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » O Alcorão Sagrado » O Alcorão é Autêntico?
Tamanho da Fonte
O Alcorão é Autêntico?
Descrição: O Alcorão é o livro final e autêntico revelado por Deus Todo-Poderoso.
Por Aisha Stacey (© 2012 IslamReligion.com)
Publicado em 22 Oct 2012 - Última modificação em 22 Oct 2012

Visualizado: 93 (média diária: 11) - Classificação: nenhum ainda - Classificado por: 0
Impresso: 2 - Enviado por email: 0 - Comentado em: 0

Categoria: Artigos > O Alcorão Sagrado > A Autenticidade e Preservação do Alcorão Sagrado

O Alcorão, às vezes chamado de Alcorão Sagrado ou o Nobre Alcorão é a escritura divina ou texto sagrado da religião do Islã. Os muçulmanos acreditam que o Alcorão Sagrado é a palavra literal de Deus.  Foi revelado a Muhammad, o mensageiro final de Deus, para tirar a humanidade das trevas do politeísmo e ignorância para a luz do Islã. O Alcorão confirma os livros que foram enviados antes dele, incluindo o Torá judaico e os evangelhos de Jesus. Tornou-se o livro de orientação para toda a humanidade.  O Alcorão ab-roga todas as escrituras antes dele.  Contém sinais da grandeza de Deus, milagres, parábolas e lições. O Alcorão explica os nomes e atributos de Deus e Sua criação.  Conclama-nos a acreditar em Deus, Seus anjos, Seus livros, mensageiros, no Último Dia e no destino ou decreto divino.

“Temos-te revelado, pois, o Livro, que é uma explanação de tudo, é orientação, misericórdia e alvíssaras para os muçulmanos.” (Alcorão 16:89)

“O Profeta (Muhammad) crê no que foi enviado a ele de seu Senhor, e assim também os crentes.  Todos creem em Deus, Seus anjos, Seus livros e Seus profetas.  Nós não fazemos distinção entre os Seus mensageiros. Disseram: Escutamos e obedecemos. Só anelamos a Tua indulgência, ó Senhor nosso! A Ti será o retorno.” (Alcorão 2:285)

“E Nós enviamos a ti (Ó Muhammad) o Livro (o Alcorão) em verdade, para confirmar as escrituras que vieram antes dele e para prevalecer sobre elas.”  (Alcorão 5:48)

O Alcorão é a maior de todas as escrituras.  Através dele, Deus fala à humanidade.  Mostra-nos Sua misericórdia, Seu amor, Sua justiça e Sua sabedoria. É orientação e um conforto para o coração.  É um livro muito importante.  Como então podemos ter certeza de que as palavras de Deus não foram mudadas ou perdidas? Como podemos ter certeza de que o Alcorão que temos em nossas mãos hoje é autêntico?

Os muçulmanos não têm dúvida de que o Alcorão é exatamente o mesmo hoje que era há mais de 1.400 anos, quando foi revelado pela primeira vez ao profeta Muhammad.  A autenticidade do Alcorão é estabelecida de várias formas. A forma mais importante para nos certificarmos de que o Alcorão é autêntico é o fato de que quando Deus revelou o Alcorão, Ele prometeu preservá-lo.

“Nós revelamos a Mensagem e somos o Seu Preservador.” (Alcorão 15:9)

Na época do profeta Muhammad, que Deus o louve, os árabes, embora predominantemente iletrados, eram mestres da palavra falada.  Sua poesia e prosa eram consideradas notáveis e um modelo de excelência literária. Quando o profeta Muhammad recitou o Alcorão – as palavras de Deus – os árabes foram tremendamente tocados por seu tom e eloquência sublimes e beleza extraordinária.  O Alcorão foi o milagre de Deus para o profeta Muhammad.

O Alcorão também foi preservado pelas pessoas ao redor do profeta Muhammad, porque memorizavam as palavras do Alcorão à medida que eram reveladas e prestavam atenção a cada palavra. Até hoje existem pessoas que memorizam o Alcorão com cadeias diretas de memorização que remontam ao profeta, que Deus o louve. Além disse registro de memorização existe também o registro escrito, através do qual escribas confiáveis registraram a revelação. Escreveram em pedras planas, ossos, cascas de árvore e peles de animais.

O próprio profeta Muhammad supervisionou a memorização e registro escrito do Alcorão. A preservação do Alcorão também foi a grande prioridade para os quatro homens destinados a sucederem Muhammad como líderes da nação muçulmana.  Através de seus esforços extraordinários e pela permissão de Deus, o Alcorão veio a ser escrito em forma de livro.  Geração após geração, uma após outra, fizeram grandes esforços para preservar a palavra do Alcorão exatamente como foram reveladas.

Esse processo é chamado Tawatur na língua árabe.  Significa que a continuidade e perpetuação históricas são alcançadas pela transferência de uma geração para a próxima.  O que está implícito é que muitas pessoas em cada geração o transmitiram para que não houvesse dúvida sobre sua autenticidade.  O Alcorão não foi transmitido por um punhado de pessoas em uma geração para poucas pessoas na próxima. Foi passado por uma geração inteira para a próxima geração. Mais sobre como os primeiros muçulmanos preservaram o Alcorão pode ser encontrado em A História do Alcorão, Partes 1-4.

Uma das qualidades mais impressionantes do Alcorão e outra razão para acreditar em sua autenticidade é a consistência completa entre o Alcorão e muitas das descobertas da ciência moderna. O Alcorão até antecipou fatos descobertos somente nos últimos 50 anos ou menos.  Mais informações sobre a maravilhosa relação simbiótica entre o Alcorão e as descobertas científicas podem ser encontradas neste website, na seção intitulada Os Milagres Científicos do Alcorão Sagrado O Dr. Maurice Bucaille, um médico francês especializado em gastrenterologia disse as seguintes palavras para falar sobre as informações científicas contidas no Alcorão:

“O Alcorão vem depois de duas Revelações que o precederam e não apenas está livre de contradições em suas narrativas, o sinal de várias manipulações humanas encontradas nos Evangelhos, mas fornece uma qualidade própria para aqueles que o examinam objetivamente e à luz da ciência, ou seja, está em completa concordância com dados científicos modernos. O que é mais importante, essas afirmações estão em acordo com a ciência: e é impensável que um homem da época de Muhammad pudesse ter sido o autor delas. O conhecimento científico moderno nos permite compreender certos versículos do Alcorão que, até agora, eram impossíveis de interpretar.”

O Alcorão usado por mais de 1,5 bilhões de muçulmanos em todo o mundo hoje é conhecido como o Alcorão de Uthman. Foi compilado pelo terceiro líder da nação islâmica, Uthman ibn Affan, e cópias foram distribuídas em todo o califado.  Cada livro é uma cópia do original e acredita-se que duas dessas cópias originais existam até hoje na Turquia e Uzbequistão.

As palavras do Alcorão permaneceram inalterável. Ao longo dos séculos os muçulmanos e os não muçulmanos examinaram cópias do Alcorão com mais de 1.000 anos de idade e descobriram que são idênticas, exceto pela introdução de marcas de vogais no século 7 EC. Essas marcas foram introduzidas para preservar ainda mais a autenticidade do Alcorão, pela exigência da aderência estrita às regras de pronúncia.

A preservação do Alcorão é uma história de admiração e espanto. É um testamento do amor de Deus pela humanidade, um livro de orientação e uma fonte de conforto. Os muçulmanos ao redor do mundo testemunham que são as palavras de Deus divinamente reveladas. Palavras do Misericordioso para Seus servos.  Do momento que foi revelado ao profeta Muhammad tem sido protegido e preservado por Deus da corrupção da humanidade e gerações de homens, mulheres e crianças têm guardado o Alcorão com seus corações, mentes e vidas.

leia o artigo original em: http://www.islamreligion.com/pt/articles/3277/
Navegação de Artigos:
<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>

Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Centro Islâmico de Taubaté © 2009-2017, todos os direitos reservados.
Rua Benedito Silveira Moraes, 221, Bairro Jardim do Sol - Taubaté - SP. CEP: 12070-290. Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940.
E-mail:
siteluzdoislam@gmail.com

2,431,766 visitas únicas

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2017 by Nick Jones. Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3