Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940
Email: siteluzdoislam@gmail.com

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » Religião Comparada » Um diálogo teórico entre um muçulmano e um cristão (parte 2 de 2)
Tamanho da Fonte
Um diálogo teórico entre um muçulmano e um cristão (parte 2 de 2)
Descrição: Expressões de verdade e etapas de conversão.  Parte 2.
Por islamweb.net
Publicado em 05 Nov 2012 - Última modificação em 05 Nov 2012

Visualizado: 72 (média diária: 3) - Classificação: nenhum ainda - Classificado por: 0
Impresso: 1 - Enviado por email: 0 - Comentado em: 0

Categoria: Artigos > Religião Comparada > Cristianismo

Abdullah: Sim, especialmente o equívoco em relação a Jesus.

Derek: Ó meu Deus! Fui enganado! Sinto-me violado religiosamente. Fui feito de tolo simplesmente porque segui cegamente a religião em que nasci e não a investiguei detalhadamente.  Mas dentro de mim ainda há algo me impedindo de aceitar o Islã, mesmo que claramente o Islã seja a verdadeira religião.

Abdullah: Seu último comentário mostra que é um muçulmano e não um cristão. Se realmente ama Deus e Seu mensageiro Jesus seguirá o Islã e o profeta Muhammad, que Deus o louve.  Rompa essa barreira dentro de você e volte para o caminho de seus ancestrais.  Agora está livre porque está olhando para a Verdade e nosso grande profeta Jesus nos disse que devemos buscar a Verdade porque ela nos libertará.  Você será um homem livre assim que a aceitá-la.  Seja forte o suficiente para aceitar o Islã como Verdade sem qualquer hesitação de sua parte, e provará liberdade verdadeira e felicidade real que nunca experimentou antes.

Derek: Francamente, estou preocupado com a forma negativa como o Islã e os muçulmanos são mostrados na mídia.  No ocidente existe um estigma vinculado a ser muçulmano e não estou certo se estou pronto para viver com esse estigma.

Abdullah: Por isso escolhi falar com as pessoas a verdade

sobre o Islã.

Derek:           Então, qual é a verdade sobre o Islã?

Abdullah: A verdade é transmitida no Alcorão, que é exemplificado pelo profeta Muhammad.  A realidade é que não é justo julgar uma religião somente pelas ações de seus seguidores, porque existem bons e maus seguidores em toda religião. A coisa correta a fazer é julgar uma religião por sua revelação documentada de Deus e o profeta que trouxe aquela revelação.

Derek: Sei.  Concordo com você, mas continuo preocupado com a reação de minha família e amigos se souberem que sou muçulmano.

Abdullah: Irmão, no Dia do Juízo ninguém poderá ajudá-lo, nem mesmo seu pai, mãe ou seus amigos (ver Alcorão 31:33). Então, se acredita que o Islã é a verdadeira religião, deve abraçá-la e viver sua vida para agradar Aquele que o criou.  Seja um farol para eles.  Não retarde sua vinda para o Islã.  Se morrer antes de tornar-se muçulmano, será muito tarde (ver Alcorão 2:132, 3:102, 3:85). Agarre essa oportunidade agora.  Só pode remediar essa dor dentro de você tornando-se muçulmano e sendo capaz no futuro, se Deus quiser, de realizar a peregrinação (Hajj).

Derek: Você é um cara muito sábio.  Quero dizer que às vezes quando vejo na TV, especialmente na estação do Hajj, pessoas de cores e raças diferentes sentadas lado a lado e orando para Deus, sinto uma dor em meu coração e algo me instigando a falar com alguém para saber mais sobre essa grande religião que reúne todas as raças no mesmo lugar.  Graças a você, encontrei essa pessoa. Ajude-me a tornar-me muçulmano!

Abdullah: Irmão, vamos passo a passo.  Primeiro, entre no Islã dizendo: Testemunho que não há ninguém merecedor de adoração exceto Deus (Allah) e testemunho que Muhammad é Seu servo e mensageiro. Testemunho que Jesus é Seu profeta e mensageiro. Vamos dizer novamente: Testemunho que não há ninguém merecedor de adoração exceto Deus (Allah) e testemunho que Muhammad é Seu servo e mensageiro. Testemunho que Jesus é Seu profeta e mensageiro.

Derek: Testemunho que não há ninguém merecedor de adoração exceto Deus (Allah) e testemunho que Muhammad é Seu servo e mensageiro.   Testemunho que Jesus é Seu profeta e mensageiro.

Abdullah: A propósito, o nome de Jesus não é Jesus.  Esse é seu nome latinizado.  Seu nome verdadeiro é Issa.  Agora você dirá a mesma coisa em árabe, a língua do Alcorão.  Transliterarei para você: Ash’hadu an laa ilaahaa illAllah, wa ash’hadu anna Muhammadun rasoolullaah, wa ash’hadu anna ‘Eesaa ‘abdullaahi wa rasooluhu.

Derek: Ash’hadu an laa ilaahaa illAllah, wa ash’hadu anna Muhammadun rasoolullaah, wa ash’hadu anna ‘Eesaa ‘abdullaahi wa rasooluhu.

Abdullah: Irmão, diga que Deus é grande porque agora você é muçulmano.  Não é mais cristão.  Está na Casa do Islã.  Se estivesse com você, o abraçaria como meu irmão no Islã. Como se sente agora? Um fardo foi removido de você e sente-se muito leve. Certo?

Derek: Se você estivesse comigo agora veria minhas lágrimas chegando ao meu pescoço.  Você é um ótimo irmão. Sinto como se tivesse acabado de nascer.  É exatamente como me sinto a partir de agora.  Não tenho que ouvir as palavras dos padres na igreja, que consciente ou inconscientemente desviam as pessoas.  Espero ser um bom servo de Deus.

Abdullah: Saiba que o que saiu de você foi descrença e foi substituída pela crença.  Está tão limpo agora porque quando alguém abraça o Islã sinceramente Deus perdoa todos os seus pecados anteriores.  Então, vá a um centro islâmico que tenha muçulmanos de todo o mundo e anuncie seu Islã lá e continue a aprender cada vez mais sobre o Islã com eles.  Além disso, encontre um livro sobre oração no Islã e a pratique. Isso é essencial.  Agora que terminou comigo, deve tomar um banho para purificar-se das crenças erradas anteriores.  Lembre-se de manter-se afastado de más companhias e estar com muçulmanos virtuosos.  Também tenha cuidado com os supostos muçulmanos  que incentivam ideias nacionalistas ou pensamentos raciais, que são rejeitados no Islã.  Amo você como irmão no Islã e espero que um dia o verei e ouvirei sua voz.

Derek: Com certeza farei o que pediu.  E amanhã irei a um centro islâmico.  Obrigado por mostrar-me a Verdade. Com certeza tentarei ao máximo encontrar pessoas que conheçam o Islã.  Que Deus o ajude a guiar cada vez mais pessoas para a verdadeira palavra de Deus. Não há divindade exceto Deus (Allah) e Muhammad é Seu mensageiro. Para mim é tão difícil deixá-lo quanto o é para você deixar-me.

Abdullah: Bem irmão, você não me deixará por um bom tempo.  Em breve estarei com você em minhas súplicas, se Deus quiser.  Ore por mim, irmão.

Derek: Bem, agradeço. Amo você, embora não o conheça ainda. Mas é suficiente para mim lembrar que um dia um homem muito querido tirou-me do lodo da vida. Por favor ensine-me outra palavra islâmica em árabe, para que eu faça uso dela no centro islâmico.

Abdullah: As-Salaamu ‘Alaykum Warahmatullaahi Wabarakaatuh

e Astaghfirullaah.

Derek: O que significam?

Abdullah: Que a Paz, Misericórdia e Bênçãos de Deus estejam com você.  É usada como saudação para todos os muçulmanos.  A última palavra significa “que Deus me perdoe”.  Tenho que deixá-lo agora, mas com certeza não será por muito tempo.

Derek: Assalaamu ‘Alaykum Warahmatullaahi Wabarakaatuh e Astaghfirullaah por ter me desviado da Verdade por todos esses anos.   Que Deus o abençoe.  Ocupou um enorme lugar em meu coração e nunca o esquecerei. Até logo e nos falamos depois. Seu irmão no Islã Derek, mas me chamarei Issa de agora em diante.

Abdullah: Ok, Issa.  Eu o deixarei com algumas palavras finais de inspiração. Certamente o objetivo final de todo indivíduo é estar no Paraíso para sempre. Essa recompensa do Paraíso é muito grande para não ter preço.  O preço é fé verdadeira, que é obediência comprovada a Deus e seguir a Sunnah do profeta Muhammad. Esse é o caminho para o Paraíso. Vamos ficar em contato!  Assalamu Alaykum!

Derek: OK. Assalaamu Alaykum Warahmatullaahi Wabarakaatuh.

leia o artigo original em: http://www.islamreligion.com/pt/articles/3281/

Navegação de Artigos:
<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>

Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Centro Islâmico de Taubaté © 2009-2017, todos os direitos reservados.
Rua Benedito Silveira Moraes, 221, Bairro Jardim do Sol - Taubaté - SP. CEP: 12070-290. Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940.
E-mail:
siteluzdoislam@gmail.com

2,431,815 visitas únicas

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2017 by Nick Jones. Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3