Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940
Email: siteluzdoislam@gmail.com

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » A Crença do Muçulmano » Equívocos sobre Allah (parte 1 de 3): Allah é Deus?
Tamanho da Fonte
Equívocos sobre Allah (parte 1 de 3): Allah é Deus?
Descrição: Quem é o único Deus?
Por Aisha Stacey (© 2012 IslamReligion.com)
Publicado em 05 Nov 2012 - Última modificação em 05 Nov 2012

Visualizado: 147 (média diária: 5) - Classificação: nenhum ainda - Classificado por: 0
Impresso: 2 - Enviado por email: 0 - Comentado em: 0

Categoria: Artigos > Crenças do Islã > Sobre Deus

Sim, Allah é Deus. Ele é Allah, o Único. Ele é o mesmo Deus adorado nas crenças judaica e cristã e é reconhecível como tal.  Em todo o mundo e através da história, os povos de todas as crenças voltaram-se para Deus, ou a divindade suprema, o Criador do universo. Ele é Allah.  Allah é Deus. Deus, o Criador.  Deus, o Sustentador.

A palavra Deus é soletrada e pronunciada de formas diferentes em muitos idiomas: o francês fala Dieu, o espanhol Dios e o chinês se refere ao Deus Único como Shangdi. Em árabe Allah significa o Único e Verdadeiro Deus, merecedor de toda submissão e devoção. Os árabes judeus e cristãos se referem a Deus como Allah e Ele é o mesmo mencionado na passagem bíblica:

“Ouça, Ó Israel; O Senhor nosso Deus é o único Senhor.”  (Deuteronômio 6:4 e Marcos 12:29)

Em todas as três religiões monoteístas (Judaísmo, Cristianismo e Islã), Deus e Allah são o mesmo. Entretanto, ao perguntar se Allah é Deus, é igualmente importante compreender o que Allah não é.

Ele não é um homem, nem é um espírito etéreo e, consequentemente, quando os muçulmanos falam sobre Allah não há conceito de uma trindade.  Não foi gerado e nem gera e, consequentemente, não tem filhos ou filhas. Não tem parceiros ou subalternos; portanto, não existem semideuses ou deidades menores inerentes no conceito de Allah.  Ele não é parte de Sua criação e Allah não está em todo mundo e todas as coisas. Consequentemente, não é possível tornar-se semelhante a Allah.

“Dize (Ó Muhammad): Ele é Allah, o Único! Allah, o Absoluto! Jamais gerou ou foi gerado! E ninguém é comparável a Ele!” (Alcorão 112)

O Alcorão, o livro de orientação de Deus para toda a humanidade foi revelado em árabe; portanto, os que não falam árabes ficam confusos com terminologia e nomes.  Quando um muçulmano diz a palavra Allah, está falando sobre Deus. Deus o Supremo, Deus o Magnificente, Deus o Onipotente.  O Criador de tudo que existe.

“Ele criou, com justa finalidade, os céus e a terra. Exaltado seja, pelos parceiros que Lhe atribuem.” (Alcorão 16:3)

Os muçulmanos acreditam que o Islã é a mensagem final de Deus para a humanidade e acreditam que Deus deu o Torá ao profeta Moisés e o Evangelho ao profeta Jesus. Os muçulmanos creem que o Judaísmo e o Cristianismo, em suas formas puras, eram religiões divinas. De fato, um dos princípios do Islã é acreditar e todos os livros revelados de Deus.  Os profetas do Islã incluem os mesmos profetas presentes nas tradições judaicas e cristãs; todos vieram para seus povos com a mesma mensagem - reconhecer e adorar o Deus Único.

“Estáveis, acaso, presentes, quando a morte se apresentou a Jacó, que perguntou aos seus filhos: Que adorareis após a minha morte? Responderam-lhe: Adoraremos a teu Deus e o de teus pais: Abraão, Ismael e Isaac; o Deus Único, a Quem nos submetemos.” (Alcorão 2:133)

Os muçulmanos amam e respeitam a todos os profetas e mensageiros de Deus.  Entretanto, os muçulmanos creem que o Alcorão contém o único conceito de Deus que não foi contaminado por ideias feitas pelo homem e práticas idólatras.

Ele, Allah/Deus tornou muito claro no Alcorão que tinha enviado mensageiros para cada nação.  Não sabemos todos os nomes ou datas; não sabemos todas as histórias ou as calamidades, mas sabemos que Deus não criou uma única pessoa para depois abandoná-la.  A mensagem de misericórdia, amor, justiça e verdade de Deus ficaram acessíveis a toda a humanidade.

“Em verdade, enviamos para cada povo um mensageiro (com a ordem): Adorai a Deus e afastai-vos do sedutor!” (Alcorão 16:36)

“Cada povo teve seu mensageiro…” (Alcorão 10:47)

Por milhares de anos a humanidade viveu e morreu nessa ampla terra.  Toda vez que uma mulher olha para o céu em busca de um Criador, ela está se voltando para Allah.  Toda vez que um homem cobre seu rosto com as mãos e implora misericórdia ou alívio, está pedindo a Allah.  Toda vez que uma criança se encolhe em um canto com medo, seu coração está em busca de Allah.  Allah é Deus. Sempre que uma pessoa agradece por um novo dia, ou pela chuva refrescante, ou pelo vento sussurrando nas árvores, ele ou ela está agradecendo a Allah, agradecendo a Deus.

A humanidade tirou a pureza de Deus e misturou-a com imaginações extravagantes e superstições estranhas. Deus não é três, Ele é Um. Deus não tem parceiros ou associados; Ele é Único em Sua majestade e em Seu domínio.  Não é possível tornar-se semelhante a Deus, porque não há nada comparável a Deus. Deus não é parte de Sua criação; Ele está além disso.  Ele é o primeiro e o último. Deus é Allah, o Misericordiosíssimo.

“... Nada se assemelha a Ele…”  (Alcorão 42:11)

“E ninguém é comparável a Ele!” (Alcorão 112:4)

“Ele é o Primeiro e o Último; o Visível e o Invisível, e é Onisciente.” (Alcorão 57:3)

Sim!  Deus é Allah.

leia o artigo original em: http://www.islamreligion.com/pt/articles/2847/

Navegação de Artigos:
<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>

Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Centro Islâmico de Taubaté © 2009-2017, todos os direitos reservados.
Rua Benedito Silveira Moraes, 221, Bairro Jardim do Sol - Taubaté - SP. CEP: 12070-290. Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940.
E-mail:
siteluzdoislam@gmail.com

2,431,058 visitas únicas

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2017 by Nick Jones. Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3