Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940
Email: siteluzdoislam@gmail.com

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » Adoração e Prática » Higiene pessoal (parte 2 de 2): A maneira natural
Tamanho da Fonte
Higiene pessoal (parte 2 de 2): A maneira natural
Descrição: Cinco maneiras naturais de higiene pessoal ensinadas pelo Islã.
Por Aisha Stacey (© 2013 IslamReligion.com)
Publicado em 19 Aug 2013 - Última modificação em 19 Aug 2013
Visualizado: 323 (média diária: 11) - Classificação: nenhum ainda - Classificado por: 0
Impresso: 7 - Enviado por email: 0 - Comentado em: 0

Categoria: Artigos > Adoração e Prática > Moral e Práticas Islâmicas

Os muçulmanos acreditam que toda a humanidade nasce sabendo de maneira inata que Deus é Único.  É um estado natural de ser onde instintivamente se sabe que existe um Criador e nossa maneira natural de vida é adorá-Lo e agradá-Lo. A palavra árabe para esse estado de ser é fitrah e linguisticamente significa fazer algo existir pela primeira vez em sua condição mais pura e natural. O profeta Muhammad disse que toda criança nasce em estado de fitrah, com o entendimento correto de Deus.[1]

O respeitado erudito e historiador muçulmano At-Tabari descreveu fitrah com a maneira ou religião de Deus.  A religião do Islã é uma forma holística de vida.  Abrange o bem-estar emocional, físico e espiritual e levam em consideração as necessidades naturais da humanidade. Quando mencionamos a fitrah em relação à higiene pessoal, queremos dizer coisas feitas para melhorar a saúde e bem-estar geral.  Algumas ações estão de acordo com a maneira natural - a forma que agrada a Deus e é benéfica para a humanidade.

As tradições do profeta Muhammad, que a misericórdia e bênçãos de Deus estejam sobre ele, incluem conselho sobre ações que são parte de uma maneira natural de manter a higiene pessoal.  Ele disse que: "Cinco coisas são parte da fitrah: raspar o pelo púbico, a circuncisão, aparar o bigode, remover os pelos das axilas e cortar as unhas."[2] Acredita-se que seja a maneira antiga, a maneira natural, seguida por todos os profetas e ordenada aos crentes pelas leis que trouxeram.[3] Examinemos cada uma das cinco ações de fitrah em relação à limpeza e higiene pessoal.

Raspar os pelos púbicos

É obrigatório que as impurezas sejam completamente removidas antes da oração; portanto, a remoção dos pelos púbicos facilitam a manutenção da limpeza.  Embora o profeta Muhammad tenha recomendado que fossem arrancados, o pelo pode ser removido por qualquer método que seja mais seguro e mais fácil para cada indivíduo.  O pelo que cresce ao redor da região púbica é geralmente muito áspero e espesso e após o uso do banheiro alguns traços de fezes e urina podem ficar retidos entre os pelos ou na pele.

Os muçulmanos são encorajados a manter a área genital e as roupas íntimas o mais limpas possível.  O profeta Muhammad aconselhou aos crentes usar a mão esquerda para se limparem cuidadosamente após usar o banheiro.  Se não limparmos essa área adequadamente, nossos corpos se transforam em terreno fértil para doenças incluindo infecções do trato urinário.  Na época do profeta Muhammad eles usavam pedras ou argila seca, mas hoje em dia temos o luxo do papel higiênico.  Entretanto, apenas o uso do papel não é suficiente.  Depois que todos os traços de impureza forem removidos com o papel higiênico, se possível, deve ser usada água para uma limpeza completa da área.  As casas muçulmanas geralmente têm duchinhas ou jarros de água disponíveis próximos ao vaso sanitário para facilitar a limpeza.

Circuncisão

A maioria dos eruditos muçulmanos concorda que a circuncisão é obrigatória para os homens, se não temerem que possa prejudicá-los.  A circuncisão facilita manter o pênis limpo de traços de urina, sujeira ou impurezas e envolve cortar a pele que cobre a glande.  Não envolve esfolar a pele ou parte do pênis. De fato, fazê-lo causaria dano deliberado e seria contra os ensinamentos do Islã.  A circuncisão feminina não é parte dos rituais obrigatórios do Islã.

Aparar o bigode

O profeta Muhammad deixou claro para seus seguidores que devem aparar seus bigodes, mas deixar suas barbas.[4] Os eruditos têm opiniões diferentes sobre se o bigode deve ser raspado completamente, entretanto, todos concordam que deve ser aparado para que o cabelo não cubra os lábios ou entre na boca.  É importante que a área ao redor da boca seja mantida limpa para que não emita mau cheiro.

Arrancando os pelos das axilas

Embora arrancar seria a melhor maneira para remover o pelo das axilas, pode não ser o mais confortável. Portanto, qualquer método de remoção de pelos é permissível.  Remover os pelos das axilas facilita a limpeza de uma área do corpo onde existe acúmulo de suor e sujeira  O pelo, combinado com escuridão e umidade formam um lugar ideal para o crescimento de bactérias.

Corte das unhas

A razão principal para manter as unhas curtas é limpeza e higiene.  Sujeira e bactérias podem facilmente ficar retidas sob as unhas e serem passadas adiante para outras pessoas, especialmente na preparação de alimentos ou em um ambiente médico.  Ter unhas das mãos e dos pés sujas e longas não é saudável e é anti-higiênico.

Para garantir que seus seguidores fossem bem cuidados e limpos, o profeta Muhammad ordenou que o pelo fosse removido das axilas e da região púbica e as unhas e bigodes aparados pelo menos a cada quarenta dias.[5] A higiene pessoal é importante no Islã.  Para adorar a Deus corretamente é necessário se empenhar para estar saudável em mente e corpo.  A limpeza física é tão importante quanto a limpeza espiritual.  O Islã nos fornece orientações claras.  Nosso propósito é adorar a Deus e nos é pedido que asseguremos que todas as nossas ações comecem com a intenção de agradar a Deus.  Agradar a Deus é o objetivo final e Deus nos lembra no Alcorão que a limpeza é agradável para Ele.

“Verdadeiramente, Deus estima os que se arrependem e cuidam da purificação.” (Alcorão 2:222)


Footnotes:

[1] Saheeh Muslim

[2] Saheeh Al-Bukhari, Saheeh Muslim.

[3] AS-Shawkaani, Nayl al-Awtaar, Baab Sunan al-Fitrah

[4] Saheeh Al-Bukhari

[5] Saheeh Muslim

leia o artigo original em: http://www.islamreligion.com/pt/articles/2178/

Navegação de Artigos:
<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>

Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Centro Islâmico de Taubaté © 2009-2018, todos os direitos reservados.
Rua Benedito Silveira Moraes, 221, Bairro Jardim do Sol - Taubaté - SP. CEP: 12070-290. Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940.
E-mail:
siteluzdoislam@gmail.com

2,888,894 visitas únicas

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2018 by Nick Jones. Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3