Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940
Email: siteluzdoislam@gmail.com

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » Conheça o Islam » Fontes islâmicas: Alcorão e Sunnah (parte 1 de 2)
Tamanho da Fonte
Fontes islâmicas: Alcorão e Sunnah (parte 1 de 2)
Descrição: A religião do Islã é baseada no Alcorão (a Palavra de Deus) e a Sunnah (ensinamentos e atributos do profeta Muhammad).  Parte 1: Alcorão: A fonte primária do Islã.
Por islaam.net
Publicado em 19 May 2014 - Última modificação em 19 May 2014
Visualizado: 138 (média diária: 40) - Classificação: nenhum ainda - Classificado por: 0
Impresso: 0 - Enviado por email: 0 - Comentado em: 0

Categoria: Artigos > Crenças do Islã > O Que é o Islã

Islamic-Sources-Part-1.jpgA manifestação suprema da graça de Deus para o homem, a sabedoria suprema e a beleza suprema de expressão: em resumo, a palavra de Deus.  Assim é como o estudioso alemão, Muhammad Asad, descreveu o Alcorão.  Se pedíssemos a qualquer muçulmano para descrevê-lo, provavelmente usariam palavras semelhantes.  O Alcorão, para o muçulmano, é a Palavra irrefutável e inimitável de Deus.  Foi revelado por Deus Todo-Poderoso através do profeta Muhammad, que a misericórdia e bênçãos de Deus estejam sobre ele.  O próprio profeta não teve um papel na autoria do Alcorão. Foi meramente um Mensageiro, repetindo o que foi ditado pelo Criador divino:

“Ele (Muhammad) não fala por capricho. Isso não é senão a inspiração que lhe foi revelada.” (Alcorão 53:3-4)

O Alcorão foi revelado em árabe ao Profeta Muhammad em um período de vinte e três anos.  É composto de um estilo tão único que não pode ser considerado poesia ou prosa, mas uma espécie de mistura de ambas.  O Alcorão é inimitável. Não pode ser simulado ou copiado e Deus, Todo-Poderoso, desafia a humanidade a fazê-lo, se achar que pode:

“Dirão ainda: ‘Porventura, ele o tem forjado (o Alcorão)?’ Dize: Componde, pois, uma surata semelhante às deles; e podeis recorrer, para isso, a quem quiserdes, em vez de Deus, se estiverdes certos.” (Alcorão 10:38)

A linguagem do Alcorão é de fato sublime, sua recitação emocionante, como destacou um estudioso não muçulmano, “era como a cadência das batidas do meu coração.” Devido ao seu estilo único de linguagem, o Alcorão não é de leitura muito fácil, mas é relativamente fácil de lembrar.  Esse último aspecto tem desempenhado um papel importante não apenas na preservação do Alcorão, mas também na vida espiritual dos muçulmanos.  O próprio Deus declara:

“Em verdade, fizemos o Alcorão fácil de compreender e lembrar para a admoestação. Haverá, porventura, algum admoestado?” (Alcorão 54:17)

Uma das características mais importantes do Alcorão é que permanece hoje como o único livro sagrado que não foi alterado. Permaneceu livre de toda e qualquer adulteração.  Sir William Muir afirma: “Provavelmente não existe outro livro no mundo que permaneceu doze séculos (agora quatorze) com um texto tão puro.” O Alcorão foi escrito durante a vida e sob a supervisão do profeta, que era iletrado.  Assim, sua autenticidade é imaculada e sua preservação é vista como um cumprimento da promessa de Deus:

“Nós revelamos a Mensagem e somos o Seu Preservador.” (Alcorão 15:9)

O Alcorão é um livro que fornece ao ser humano o alimento espiritual e intelectual que anseia.  Seus temas principais incluem a unicidade de Deus, o propósito da existência humana, fé e consciência de Deus, a Vida Futura e seu significado.  O Alcorão também dá grande ênfase à razão e entendimento.  Nessas esferas do entendimento humano, o Alcorão vai além de apenas satisfazer o intelecto humano, provocando a reflexão. Ao contrário de outras escrituras, existem desafios e profecias corânicas. É cheio de fatos que apenas recentemente foram descobertos. Um dos campos mais excitantes nos últimos anos foi a descoberta de informação científica significativa no Alcorão, incluindo o evento do Big Bang, dados embriológicos e outras informações relacionadas à astronomia, biologia, etc. Não há uma única afirmação que não tenha sido sustentada por descobertas modernas.  Em resumo, o Alcorão preenche o coração, a alma e a mente.  Talvez a melhor descrição do Alcorão tenha sido dada por Ali, o primo do profeta Muhammad quando fez uma exposição sobre ele:

“O livro de Deus. É o registro do que aconteceu antes, o julgamento do que acontece no presente e as profecias do que virá. É decisivo e não um caso para superficialidade. Quem for um tirano e ignorar o Alcorão, será destruído por Deus. Quem buscar outra orientação, será desorientado. O Alcorão é o elo inquebrantável de conexão com Deus. É a lembrança cheia de sabedoria e a senda reta.  O Alcorão não foi deturpado pelas línguas, nem pode ser desviado pelos caprichos. Nunca se torna entediante com o estudo repetitivo e os estudiosos sempre quererão mais.  As maravilhas do Alcorão são intermináveis.  Quem falar com o Alcorão, falará a verdade. Quem governar com ele será justo e quem se apegar a ele será guiado para a senda reta.”

http://www.islamreligion.com/pt/articles/4944/
Navegação de Artigos:
<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>

Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Centro Islâmico de Taubaté © 2009-2018, todos os direitos reservados.
Rua Benedito Silveira Moraes, 221, Bairro Jardim do Sol - Taubaté - SP. CEP: 12070-290. Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940.
E-mail:
siteluzdoislam@gmail.com

2,884,755 visitas únicas

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2018 by Nick Jones. Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3