Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940
Email: siteluzdoislam@gmail.com

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » Religião Comparada » O que é Cientologia? (parte 2 de 2)
Tamanho da Fonte
O que é Cientologia? (parte 2 de 2)
Descrição: 50 anos de controvérsia.
Por Aisha Stacey (© 2015 IslamReligion.com)
Publicado em 23 Feb 2015 - Última modificação em 17 Feb 2015
Visualizado: 230 (média diária: 6) - Classificação: nenhum ainda - Classificado por: 0
Impresso: 3 - Enviado por email: 0 - Comentado em: 0


ScientologyPart2.jpgNa parte 1, uma breve visão geral da Cientologia, aprendemos que em todo o mundo existem várias opiniões governamentais sobre se a Cientologia é ou não uma religião.  Também exploramos o sistema de crença básico da Cientologia.  A Cientologia não é uma seita cristã, mas professa acreditar em um Ser Supremo. Os cientologistas acreditam em reencarnação, consideram os humanos seres espirituais e altos níveis de iluminação podem ser alcançados através de um processo chamado auditoria.  Na parte 2 aprofundaremos um pouco mais e descobriremos as origens da Cientologia.

Nossa motivação para revelar os segredos da Cientologia não é para denegrir os cientologistas ou fazer um julgamento se é ou não uma religião.  Nossa motivação é apenas comparar outras religiões com o Islã e implementar a ordem de buscar conhecimento benéfico antes de tomar decisões.  Algumas das informações contidas abaixo soam como uma história de fantasia, mas foram feitos todos os esforços para usar somente fontes confiáveis.  Tenham em mente que as fontes usadas na parte 1 para esboçar as crenças básicas da Cientologia foram os sites oficiais da Cientologia.  Agora na segunda parte das séries examinaremos opiniões de um grupo crescente de pessoas que deixam a Cientologia e falam contra sua antiga religião.  Também examinaremos opiniões e acusações feitas pelo governo e autoridades legais.

A história da vida e chegada ao poder de L Ron Hubbard é interessante e colorida e pode ser encontrada online em vários sites, a favor e contra a Cientologia.  Enquanto era estudante universitário Hubbard teve sucesso moderado como escritor de ficção, publicando centenas de histórias em revistas de fantasia e ficção científica.  Depois da segunda guerra, na qual serviu rapidamente como um tenente na marinha, Hubbard encontrou John Whiteside Parsons, um fã de ficção científica e fundador do laboratório de propulsão de jatos da CalTech.  Biografias não autorizadas vinculam Hubbard e Parsons com magia negra, ritos satânicos e com o ocultista britânico Aleister Crowley.  O escritor de ficção científica Lloyd Eshbach, que encontrou Hubbard no final dos anos 1940, lembra-se dele dizendo "Gostaria de começar uma religião, que é onde está o dinheiro." Em 1954 L Ron Hubbard fundou a primeira igreja da Cientologia em Los Angeles, Califórnia.

Era uma vez

Muito tempo atrás, 75 milhões de anos atrás em um planeta muito distante, mas ainda em nossa galáxia, vivia um senhor da guerra intergaláctico chamado Xenu.  Era encarregado de 76 planetas nessa parte da galáxia, incluindo nosso próprio planeta Terra (Teegeeack).  O problema de Xenu era que todos os planetas que controlava estavam superpopulosos.  Precisava se livrar da população em excesso e para isso formulou um plano.  O plano maléfico também pode ser chamado de história da criação da Cientologia.  Essa, de acordo com incontáveis ex-cientologistas, é a primeira das doutrinas liberadas após pagar milhares de dólares para alcançar o OT (operador de thetan) nível 3[1]. Aparentemente o conhecimento é potencialmente tão perigoso que poderia matar os que não estão prontos para ouvir a verdade brutal.

Entretanto, como um muçulmano tem fé completa em Deus e sabe com certeza que não há divindade a não ser Deus, o Sustentador e Criador do universo, é fácil para nós aprofundarmos na história intergaláctica e ouvir a verdade brutal.  Em contraste com a Cientologia, não há segredos no Islã, nenhuma pessoa é mais merecedora de estar próxima a Deus ou saber com adorá-Lo corretamente.  O Islã é uma religião de conhecimento informado.

Assim, para continuar a história, de acordo com ex-cientologistas[2], psiquiatras ajudaram Xenu a reunir milhões de pessoas que eram então lançadas em vulcões em todo o mundo e vaporizadas com bombas.  "Isso dispersou suas almas radioativas, ou thetans, até que foram pegas em armadilhas eletrônicas ao redor da atmosfera e "implantadas" com várias ideias falsas - incluindo o conceito de Deus, Cristo e religião organizada. Os cientologistas aprenderam mais tarde que muitas dessas entidades se prenderam a seres humanos, onde permanecem até hoje, criando não só a raiz de todos os nossos problemas emocionais e físicos, mas de todos os problemas do mundo moderno"[3].

Implantar ideias falsas sobre religião organizada e Deus parece uma contradição direta à crença declarada da Cientologia em Deus ou Ser Supremo.  Entretanto, a natureza real do Ser Supremo e a natureza do universo são reveladas à medida que a pessoa sobe nos escalões da Cientologia e passa por sessões de auditoria mais caras.  Em contraste direto o Islã foi revelado para todos os povos, em todos os lugares e em todas as épocas.  Status social ou riqueza não tem importância no quanto do Islã a pessoa tem direito de conhecer, nem o período de tempo que a pessoa é muçulmana.

A história de Xenu também ajuda a explicar o ódio profundo da cientologia pela psiquiatria.  Os cientologistas consideram muitas doenças com psicossomáticas e não acreditam em tratá-las com medicina, nem mesmo uma aspirina.  O Islã, por outro lado, instrui os crentes a buscar uma cura da má saúde com Deus, mas tirar vantagem plena dos métodos médicos e científicos.

Batalhas no planeta Terra

A Cientologia esteve sob ataque e foi acusada de atos criminosos quase desde o início.  A revista Rolling Stone,[4] no artigo de 2006 Inside Scientology (Dentro da Cientologia) revelou e explicou a política conhecida como Jogo Justo. "... todos que se opõem a Cientologia podem ser enganados, processados e destruídos.  Essa política foi imposta pela força policial quase secreta da Cientologia, conhecida como Escritório do Guardião.  Entre suas tarefas nos anos 1970 estava a "Operação Branca de Neve", uma série de atividades encobertas que incluíam grampear o departamento de justiça e roubar documentos da receita federal.  O plano foi descoberto em incursões do FBI nos escritórios da Cientologia em Los Angeles e Washington D.C em 1977, que produziram equipamento para grampear conversas, ferramentas para invasões e aproximadamente 90.000 páginas de documentos.  Onze representantes da Cientologia, incluindo a terceira esposa de Hubbard, foram para prisão federal por seu papel na conspiração, que levou a uma varredura em 1982 da gestão superior da igreja."

Em 2009 a igreja da cientologia evitou por pouco ser banida na França depois de ser processada por fraude e quatro líderes receberam sentenças de prisão que foram suspensas.  Também na Bélgica a Cientologia está envolvida em uma longa investigação criminal.  No mesmo ano o primeiro-ministro da Austrália Kevin Rudd expressou sua preocupação com alegações de "um padrão mundial de abuso e criminalidade."

A Cientologia foi fechada na Grécia, indiciada na Espanha, restrita na Rússia, repudiada pela mais alta corte da Suécia, expulsa de campi universitários na Noruega, condenada por crimes no Canadá e negado o status de organização de caridade ou religião na maioria dos países europeus.  Cientologistas de alto escalão foram presos na Itália, França e Espanha em conexão com o que foram chamados de crimes associados com práticas da Cientologia e a França mantém a Cientologia em uma lista de organizações que precisam ser monitoradas por atividades de cultos.[5]

A igreja foi frequentemente acusada de destruir famílias e aproveitar-se de vulneráveis e, no início de 2011, o jornal Huffington Post noticiou que a igreja da Cientologia nos EUA estava sob investigação por tráfico humano e trabalho não remunerado.  Entretanto, apesar do que parece ser evidência contrária esmagadora, a igreja da Cientologia continua a se descrever como a religião cujo objetivo é "uma civilização sem insanidade, sem criminosos e guerra, onde o capaz pode prosperar, seres honestos podem ter direitos e onde o Homem é livre para elevar-se a grandes alturas."



Notas de rodapé:

[1]Veja Cientologia parte 1.

[2] http://www.xenu.net ; http://exscn.net ; http://forums.whyweprotest.net/threads/big-list-of-ex-scientologists-who-have-spoken-out.42319/

[4] Inside Scientology está arquivado em http://www.rollingstone.com/culture/news/inside-scientology-20110208

[5] http://www.rickross.com/reference/scientology/Scien112.html

http://www.islamreligion.com/pt/articles/4577/

Navegação de Artigos:
<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>

Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Centro Islâmico de Taubaté © 2009-2018, todos os direitos reservados.
Rua Benedito Silveira Moraes, 221, Bairro Jardim do Sol - Taubaté - SP. CEP: 12070-290. Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940.
E-mail:
siteluzdoislam@gmail.com

2,885,442 visitas únicas

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2018 by Nick Jones. Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3