Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940
Email: siteluzdoislam@gmail.com

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » Adoração e Prática » A sabedoria por trás das posturas e frases da oração (parte 1 de 2)
Tamanho da Fonte
A sabedoria por trás das posturas e frases da oração (parte 1 de 2)
Descrição: Os benefícios de seguir as orientações.
Por Aisha Stacey (© 2016 IslamReligion.com)
Publicado em 11 Jan 2016 - Última modificação em 11 Jan 2016
Visualizado: 133 (média diária: 161) - Classificação: nenhum ainda - Classificado por: 0
Impresso: 0 - Enviado por email: 0 - Comentado em: 0

Categoria: Artigos > Adoração e Prática > Os Cinco Pilares do Islã e Outros Atos de Adoração

TheWisdombehindPosturesofPrayer1.jpgA oração é o segundo pilar do Islã.

"... que a primeira coisa para a qual convidem seja a Unicidade de Deus.   Se aprenderem isso, diga que Deus lhes determinou cinco orações a serem oferecidas em um dia e uma noite."[1]

Depois que uma pessoa testifica ou afirma sua crença em Allah e Seu mensageiro Muhammad, o próximo passo importante é orar.  Orar da maneira que nos foi prescrita por Deus e ensinada pelo profeta Muhammad, que a misericórdia e bênçãos de Deus estejam sobre ele.

Allah, o Exaltado, diz:

"...e celebra os louvores do teu Senhor, antes do nascer do sol e antes do acaso.   E glorifica-O ao anoitecer e no fim das prostrações." (Alcorão 50:39-40)

O profeta Muhammad disse, em suas tradições autênticas, "Orem como me viram orar".[2]

Hoje vamos examinar mais de perto a forma como oramos e tentar entender a significância das posições que assumimos e a ordem na qual as assumimos.  Antes de começarmos vale a pena lembrar que o Islã é uma religião que é, de fato, mais que uma religião.  É um modo de vida.  Enquanto para muitos a religião é algo praticado semanalmente, para muçulmanos é um modo de vida que flui em todos os aspectos de seus seres.  O Islã se preocupa com crentes saudáveis. Saudáveis na mente, corpo e espiritualidades.   A maneira como oramos demonstra isso.

"...observai a devida oração, porque ela é uma obrigação, prescrita aos crentes para ser cumprida em seu devido tempo." (Alcorão 4:103)

"E Eu não criei os jinns e os humanos senão para adorar-Me..." (Alcorão 51:56)

Os muçulmanos oram cedo pela manhã antes do nascer do sol, no meio do dia, à tarde, no por do sol e à noite.  Oram em obediência a Deus porque acreditam que Deus criou a humanidade com o único propósito de adorá-Lo.  Assim, a epítome da adoração é a oração.  Deus é o mais bondoso e misericordioso e, assim, como seria de esperar, os benefícios na oração são nossos e somente nossos.  Deus não precisa de nossas orações, mas nós certamente precisamos dos benefícios que obtemos de orar.  Os benefícios são espirituais, emocionais e físicos e o mais importante é o estabelecimento de uma conexão com nosso Senhor, o mais Misericordioso.

A palavra árabe para oração é salah e o interessante é que é uma palavra que denota conexão.  A oração é a nossa forma de conectar e manter uma conexão com Deus.  Orar em horários fixos serve como um lembrete do por que estamos aqui e ajuda a direcionar os pensamentos e ações da pessoa do pecado para a lembrança de Deus.

A oração consiste de movimento físico e concentração mental.  Isso inclui ficar de pé, se curvar, ajoelhar, colocar a testa no chão e sentar.  Os movimentos ou posturas foram comparados a outros regimes de exercícios e não há dúvida de que cinco vezes ao dia um muçulmano está se engajando em um regime moderado de exercícios que encoraja a boa circulação sanguínea, a respiração regular calma e controlada e a flexibilidade geral.  Embora não seja muito exigente do ponto de vista físico, é uma forma suave de exercício feita de forma consistente.

É importante aperfeiçoar todos os movimentos da oração ao invés de acelerá-los, porque cada movimento tem um propósito.  Do Takbir de abertura (dizendo Allahu Akbar ou Deus é Grande) para começar a oração, os movimentos e posturas são de benefício físico e espiritual para nós.  Ficar de pé calmamente e coletando nossos pensamentos melhora a postura, o equilíbrio e o autoconhecimento, e também normaliza a pressão arterial e a respiração.  Entretanto, o takbir também indica que a oração começou e que todos os assuntos relacionados a esse mundo são deixados para trás.   É alcançado um estado calmo e meditativo e é feita uma conexão.   Nos poucos minutos da oração, cada pessoa se apresenta perante Deus em submissão total.  Ganhamos paz, tranquilidade e muitos benefícios para a saúde, alguns dos quais são mencionados abaixo.

Curvar-se estica e tonifica os músculos da região lombar, coxas, pernas, panturrilhas e abdômen.  Os benefícios físicos da prostração são muitos. A prostração pode ajudar a manter os sistemas linfático e esquelético e a próstata, bexiga e glândulas adrenais.   A colocação da testa no chão aumenta o suprimento de sangue para o cérebro e foi mencionado como tendo um bom efeito sobre a memória, visão, audição, concentração e outras habilidades cognitivas. Enquanto a pessoa transita pelas posições da oração, ficando de pé, se curvando, prostrando e sentando, ajuda na boa saúde geral ao estimular o intestino grosso e auxiliando na desintoxicação e digestão.

A posição de prostração, quando a testa toca o chão, é associada exclusivamente com a forma islâmica de oração.  É o ápice da oração de uma pessoa e é mencionada nas tradições autênticas do profeta Muhammad como a posição na qual um crente está o mais próximo possível de Deus.  "O mais próximo que se pode chegar de seu Senhor e quando se está em prostração."[3] Esse é o benefício supremo nas diferentes posturas de oração e é uma misericórdia de Deus que tantos outros benefícios estejam também associados com a oração.  Deus nos pede para adorá-Lo e, então, nos recompensa com bênçãos incontáveis, além do benefício supremo de agradar nosso Criador.

Ao longo dos anos muitos sugeriram que a oração islâmica tem benefícios associados com a ioga e o tai chi. Entretanto, seria mais correto dizer que esses regimes de saúde incorporam muitos dos benefícios de saúde contidos na oração.  É lógico pensar que Aquele que nos criou também nos deu os meios para nos mantermos saudáveis e fortes, tanto na crença quanto nos atributos físicos relacionados à mente e ao corpo.

No próximo artigo daremos uma olhada nas palavras que usamos enquanto oramos e descobriremos que elas também têm benefícios para o corpo, mente e espírito.  Elas também não apenas cumprem nossa obrigação de adorar a Deus, mas também têm subprodutos designados para facilitar e tornar nossas vidas suportáveis nos bons momentos e nos momentos de estresse e conflito.

Navegação de Artigos:
<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>

Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Centro Islâmico de Taubaté © 2009-2018, todos os direitos reservados.
Rua Benedito Silveira Moraes, 221, Bairro Jardim do Sol - Taubaté - SP. CEP: 12070-290. Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940.
E-mail:
siteluzdoislam@gmail.com

2,885,379 visitas únicas

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2018 by Nick Jones. Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3