Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940
Email: siteluzdoislam@gmail.com

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » O Caráter do Muçulmano » As Boas Maneiras na Invocação de Allah
Tamanho da Fonte
As Boas Maneiras na Invocação de Allah
Em Nome de Allah, o Clemente, o Misericordioso



Na época de Omar Ibn Al Khattab (que Allah esteja satisfeito com ele) não choveu durante um ano. As pessoas quase morreram de sede. Omar reuniu as pessoas e saíram para o deserto. Omar pediu ao Abbás, tio do Profeta (que Allah o abençõe e lhe dê paz) fazer prece pelas pessoas. O Abbás ergueu as mãos e invocou: “Ó Allah, eis as nossas mãos estendidas e as nossas frontes arrependidas pedindo que nos envie a chuva.” Allah, exaltado seja, fez cair a chuva.

A mãe de Anas Ibn Málik foi ter com o Rassulullah (que Allah o abençõe e lhe dê paz), levando o filho Anas para servir ao Profeta (que Allah o abençõe e lhe dê paz), pedindo-lhe para incluí-lo nas suas preces. O Profeta (rque Allah o abençoe e lhe dê paz) fez uma prece por ele, dizendo: “Ó Allah, aumenta seus bens e sua prole.” (Muttafac alaih). Anas viveu até enriquecer e ter muita prole, e viu cem entre seus filhos e netos.

A invocação é o pedido de indulgência, de misericórdia, de perdão e do atendimento às necessidades por Allah. É um ato de adoração que satisfaz a Allah, exaltado seja, O Profeta (que Allah o abençoe e lhe dê paz) disse: “A invocação é adoração.” (Tirmizi). Então recitou as palavras de Allah, o Altíssimo: “E o vosso Senhor disse: Invocai-Me, que vos atenderei! Em verdade, aqueles que se ensoberbecerem em Me adorarem, entrarão, humilhados, no Inferno.” (40:60). E disse: “Quem atende o necessitado, quando implora, e vos liberta do mal e vos designa sucessores na terra?” (27:62).

O Rassulullah (que Allah o abençoe e lhe dê paz) disse: “Nada é mais honorável para Allah do que a invocação.” (Tirmizi e Ahmad).

A invocação tem suas regras que todo muçulmano deve seguir:

A escolha da hora da invocação: Há horas em que as invocações são atendidas como o mês de Ramadan, o Dia de Arafa, às sextas-feiras, ao no final da noite, os dez primeiros dias do mês de Zul Hijja. O Rassulullah (que Allah o abençõe e lhe dê paz) disse: “Não há melhores obras feitas do que as praticadas nesses dez dias.” Perguntaram: “Ó Rassulullah, nem mesmo o jihad (empenho) pela causa de Allah?” Ele respondeu: “Nem mesmo o jihad pela causa de Allah, a não ser o indivíduo que sai com sua vida e seus bens e não volta com nada daquilo.” (Bukhári)

Foi relatado que o Rassulullah (que Allah o abençoe e lhe dê paz) ao chegar o mês de Ramadan disse: “Este mês já vos chegou. Nele há uma noite melhor do que mil meses. Quem a perder terá perdido todo o bem e só se priva dela o desafortunado.” (Ibn Mája). Ele também disse a respeito da sexta-feira: “Nela há uma hora que se o servo muçulmano coincidir com ela enquanto está orando e estiver invocando a Allah, Ele lho concederá o que estiver pedindo.”

E Disse: “Toda noite Allah desce até o firmamento terreno depois de passar o primeiro terço da noite. Ele diz: ‘Sou o Soberano, sou o Soberano, quem quer Me invocar para Eu atendê-lo? Quem irá Me pedir para Eu conceder-lho. Quem irá pedir indulgência para Eu indultá-lo?’ Ele permanecerá repetindo isso até o despontar da aurora.” (Musslim).

E disse: “A invocação entre o azan e a icáma (anúncio do início da oração) não é deixada sem atendimento.” (Abu Daúd, Tirmizi, Nissá-i e Ahmad).

E disse: “A invocação entre o azan e a icáma não é deixada em vão.” (Ibn ‘Adi)

E disse, mais: “Quando o servo está prostrado é quando está mais próximo de seu Senhor. Portanto, deve fazer muitas invocações.” (Musslim).

Os horários de atendimento da invocação são: quando se está enfrentando o inimigo, ao cair da chuva, após as orações prescritas e durante a prostração.

O orientar-se para a quibla (direção de Makka): O Rassulullah (que Allah o abençoe e lhe dê paz) saiu um dia para dirigir a oração das pessoas por chuva. Ele colocou na frente das pessoas, de frente para a quibla e invocou a Allah. (Mutaffac alaih).

O erguer as mãos: Omar (que Allah esteja satisfeito com ele) relatou que o Rassulullah (que Allah o abençoe e lhe dê paz) ao invocar a Allah erguia as mãos. (Al Hákim).

O Rassulullah (que Allah o abençoe e lhe dê paz) disse: “O vosso Senhor é Vivente, Generoso, tem vergonha de devolver as mãos vazias que o servo estende a Ele.” (Abu Daúd, Tirmizi e Ibn Mája).

O glorificar a Allah, exaltado seja, e invocar bênção e paz de Allah para o Profeta (que Allah o abençoe e lhe dê paz): Salma Ibn Al Akwa’ disse: “Nunca ouvi o Rassulullah (que Allah o abençoe e lhe dê paz)
Navegação de Artigos:
<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>

Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Centro Islâmico de Taubaté © 2009-2017, todos os direitos reservados.
Rua Benedito Silveira Moraes, 221, Bairro Jardim do Sol - Taubaté - SP. CEP: 12070-290. Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940.
E-mail:
siteluzdoislam@gmail.com

2,429,799 visitas únicas

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2017 by Nick Jones. Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3