Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940
Email: siteluzdoislam@gmail.com

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » O Alcorão Sagrado » O ser humano foi criado fraco
Tamanho da Fonte
O ser humano foi criado fraco

Descrição: A doença nos lembra de nossa fraqueza e dependência de Deus.   Alguns aprendem a lição, enquanto outros retornam à sua arrogância e orgulho.

 

Por Islamtoday.net

Deus diz: "E Deus deseja aliviar-vos o fardo, porque o homem foi criado fraco." (Alcorão 4:28)

 

Fomos criados em um estado de fraqueza e em um estado de fraqueza terminamos nossas vidas.  Durante os anos intermediários enfrentamos um estado de fraqueza atrás do outro, tanto no corpo quanto no espírito. 

http://bostondesiconnection.s3.amazonaws.com/2017/03/48c731ddc12068db665146546b94d041.jpgNossos corpos sofrem de doença.  Mesmo aqueles entre nós abençoados com saúde robusta no final sucumbirão à fraqueza da velhice.  Nossos espíritos estão assolados com negligência.  Nossas mentes podem ser tocadas com insanidade.  Podemos ver como a fraqueza cerca nossa existência por todos os lados.  Nossa própria incapacidade nos faz apreciar ainda mais a grandeza e poder de nosso Criador. 

Existe uma forma de fraqueza que não temos como ocultar.  Ela torna nossa deficiência e dependência totalmente óbvias.  É a doença - aquele estado que atinge o corpo de uma pessoa e o derruba.  Afeta o espírito também, tirando sua arrogância e orgulho excessivo.  Todo o poder imaginado de uma pessoa é arrancado de suas bases, fazendo-a retornar ao seu estado original de ser, aquele estado que tão negado e expulso da mente por nossa arrogância e orgulho e pela nossa falsa noção de nossa força.  A doença nos faz experimentar as origens da nossa fraqueza novamente. 

A doença é debilitante.  Exaure o corpo.  Ainda assim, para algumas pessoas, é uma fonte de força, fortalecendo sua fé em Deus, devolvendo-lhes a relação natural que devem ter com seu Senhor.  A doença é um alerta para algumas pessoas, dissipando a vaidade e o desejo falso do coração, colocando de lado as paixões vãs e as luxúrias. 

A doença faz seus corações se tornarem penitentes, apressando-se para buscar o perdão.  Correm para a porta da misericórdia de Deus, aquela porta que permanece sempre aberta, mas que somos muito inclinados a perder de vista durante nossos anos de saúde e prosperidade.  A doença pode fazer com que aqueles que costumavam rejeitar essa porta de forma mais arrogante se tornarem os solicitantes mais ardentes. 

Não é vergonha para um adorador expor sua fraqueza em tempos de doença e se submeter humildemente a Deus, implorando por suas necessidades.  Isso é o que Deus ama em Seus servos. 

O que é vergonhoso é essa mesma pessoa - que tinha pedido de maneira tão humilde a seu Senhor em tempo de fraqueza e necessidade - ignorar toda aquela humildade quando sua saúde é restaurada e negar as bênçãos de Deus.  É uma vergonha para ele retornar à sua arrogância anterior como se a doença nunca o tivesse tocado e como se nunca tivesse suplicado por alívio a seu Senhor.  Essa pessoa é, de fato, vergonhosa e desprezível. 

Deus diz: "E se o infortúnio açoita o homem, ele Nos implora, quer esteja deitado, sentado ou em pé. Porém, quando o libertamos de seu infortúnio, ei-lo que caminha, como se não Nos tivesse implorado quando o infortúnio o açoitava. Assim foram abrilhantados os atos dos transgressores (por Satanás)." (Alcorão 10:12)

São poucos os que se lembram nos momentos de força que existiram e existirão momentos de fraqueza, de incapacidade.  Umas poucas horas de prosperidade é o suficiente para fazê-los esquecer.  Só é preciso um pouco de riqueza para torná-los arrogantes. 

Quando a desgraça atinge, essa pessoa rapidamente se desespera e desanima, retornando repentinamente à súplica sincera e impaciente para um retorno à prosperidade.  Então, quando Deus responde sua súplica, rapidamente dá suas costas e retorna a seu antigo estado de negligência e desprezo. 

Algumas pessoas advogam ideias falsas e promovem essas ideias com tanto empenho que não conseguem duvidar da força de suas convicções com as falsidades que abraçam.  Frequentemente a inconsistência de suas convicções é revelada e o quanto estão baseadas em desejo pessoal e autoengano. 

Vemos isso quando a pessoa é afligida com uma doença temida, seu coração rejeita essas ideias falsas e procura retornar ao seu estado puro e natural de fé em Deus e crença em Sua mensagem.  Todos os seus argumentos falsos e sofismas caem por terra. 

A história atesta esse fato.  Existem muitos exemplos de pessoas que não são meros seguidores de ideologias falsas, mas proponentes importantes dessas ideias, filósofos e intelectuais.  Sua inteligência e sofisticação os desviaram e os deixaram em confusão.  Entretanto, serem tocados por uma doença assustadora dissipou de suas mentes os caprichos da falsidade e voltou seus corações para Deus e Sua misericórdia. 

A orientação na aflição é melhor que a desorientação na prosperidade.

 

https://www.islamreligion.com/pt/articles/10957/o-ser-humano-foi-criado-fraco/

Navegação de Artigos:
<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>

Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Centro Islâmico de Taubaté © 2009-2018, todos os direitos reservados.
Rua Benedito Silveira Moraes, 221, Bairro Jardim do Sol - Taubaté - SP. CEP: 12070-290. Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940.
E-mail:
siteluzdoislam@gmail.com

2,654,375 visitas únicas

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2018 by Nick Jones. Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3