Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940
Email: siteluzdoislam@gmail.com

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » Adoração e Prática » Como o homem pode ter livre arbítrio?
Tamanho da Fonte
Como o homem pode ter livre arbítrio?

 

Gostaria de verificar a confiabilidade de algo que li. É verdade que quando Allah criou o homem, Ele passou as mãos pelas costas de Adam e disse: “Estas são as pessoas do Inferno, e Eu não me importo, e estas são as pessoas do Paraíso, e Eu não me importo”? Como pode ser isso, quando nosso Senhor, glorificado seja e exaltado, é frequentemente Perdoador, Misericordiosíssimo e ama Seus servos? Qual é o significado do versículo (interpretação do significado): “Por certo, Allah descaminha a quem quer e guia quem se volta para Ele, contrito” [ar-Ra'd 13:27], quando o homem possui o livre arbítrio? Por favor, não pense mal de mim.

Em primeiro lugar:

O hadith referido é aquele que foi narrado por Ahmad (311), Abu Dawud (4703) e at-Tirmidhi (3075): 'Umar ibn al-Khattaab foi questionado sobre este versículo: “E, lembra-te, Muhammad, de quando teu Senhor tomou, dos filhos de Adam - do dorso deles - seus descendentes e fê-los testemunhas de si mesmos...” [al-A'raaf 7:172]. 'Umar (que Allah esteja satisfeito com ele) disse:

Eu ouvi o Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) sendo questionado sobre isso e o Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: “Allah criou Adam, então Ele passou Sua mão direita sobre o dorso (de Adam) e trouxe dele alguns descendentes e disse: 'Eu criei estes para o Paraíso e eles farão as obras do povo do Paraíso.' Então, Ele passou (Sua mão) sobre o seu dorso e tirou dele alguns (outros) descendentes e disse: 'Eu criei estes para o Inferno e eles farão as obras do povo do Inferno.'”

Um homem disse: Ó Mensageiro de Allah, por que então devemos nos esforçar?

O Mensageiro de Allah (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) disse: "Quando Allah, glorificado e exaltado seja, cria uma pessoa para o Paraíso, Ele faz com que ela pratique as ações do povo do Paraíso até que morra praticando uma dessas ações do povo do Paraíso, e Ele a faz entrar no Paraíso por meio disso. E quando Ele cria uma pessoa para o Inferno, Ele faz com que ela pratique as ações das pessoas do Inferno até que morra praticando uma dessas ações das pessoas do Inferno, e, dessa forma, Ele faz com que ela entre no Inferno.”

Imam at-Tirmidhi (que Allah tenha misericórdia dele) disse: Este é um hadith hasan. Muslim ibn Yasaar não ouviu [diretamente] de 'Umar. Alguns deles afirmaram que neste isnad, entre Muslim ibn Yasaar e 'Umar, há um homem que é desconhecido (majhul).

Ver: as-Sunan, edição de ‘Isaam Haadi.

Ibn 'Abd al-Barr (que Allah tenha misericórdia dele) disse: ... Este é um hadith com um isnaad interrompido (munqati'), porque este muçulmano ibn Yasaar não encontrou 'Umar ibn al-Khattaab, e entre eles [na cadeia de transmissão] está Na'im ibn Rabi'ah...

Além disso, tanto Na'im ibn Rabi'ah quanto Muslim ibn Yasaar são desconhecidos [majhul - ou seja, o estatuto deles como narradores é desconhecido]; eles não são conhecidos por terem tido conhecimento ou por terem narrado ahadith.

Este homem chamado Muslim não é Muslim ibn Yasaar al-Basri, o crente devoto; pelo contrário, ele é um homem Madani desconhecido.

Fim da citação de al-Istidhkaar (26/90).

Ver: Mukhtasar Talkhis adh-Dhahabi de Ibn Mulaqqin (1/59-62), nota de rodapé do comentarista.

Mas o Imam ad-Daaraqutni considerou um relato de Maalik mais sólido do que este, pois neste, ao adicionar Na'im ibn Rabi'ah, o isnaad se torna interrompido, mencionando o homem desconhecido, ou seja, este Na'im.

Veja: al-‘Ilal (2/222, no. 235).

O texto do hadith é comprovado por meio de outras cadeias de narração. Ibn 'Abd al-Barr (que Allah tenha misericórdia dele) disse em at-Tamhid (6/6): Mas o significado deste hadith foi narrado profundamente pelo Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) com muitas cadeias de transmissão comprovadas, que levaria bastante tempo para listar aqui, de 'Umar ibn al-Khattaab e outros, muitas cadeias para mencionar. Fim da citação.

Shu’aib al-Arna’ut e outros também o classificaram como sahih com base em evidências corroborantes.

Mas Shaikh al-Albaani (que Allah tenha misericórdia dele) apontou que as versões sahih do hadith não citam o versículo de al-A'raaf.

É dito em as-Silsilah ad-Da'ifah (3071): Com relação à obtenção da progênie do dorso de Adam, há outros ahadith sahiha que são mais curtos do que este. Alguns deles são narrados em as-Sahihah (48-50), mas não há nenhuma menção neles sobre passar a Mão pelo dorso (ou as costas), exceto um hadith de Abu Hurairah que é narrado em Zilaal al-Jannah (204-205). Em todos esses relatos, o versículo não é citado. Fim da citação.

Em segundo lugar:

Este hadith não contradiz o fato de que Allah é Misericordioso e Perdoador, ou que Ele, glorificado seja, é Justo. Não há nada neste que indique que o homem é obrigado a fazer qualquer coisa. Ao contrário, esta é a vontade prioritária e o decreto de Allah (predestinação). Allah, exaltado seja, soube e decretou tudo o que aconteceria, e nada acontece além da estrutura do que Ele decretou.

Mas ninguém sabe o que foi decretado e, além disso, o homem tem livre arbítrio e a capacidade de agir de acordo com ele. Se ele quiser, pode crer e se quiser, pode descrer; se quiser, pode obedecer a Allah e se quiser pode desobedecê-LO. Ninguém sente que algo o está forçando a fazer qualquer coisa. Isso é o que significa livre arbítrio. Portanto, o homem não tem o direito de dizer que foi predestinado a ser guiado ou mal orientado, e não tem desculpa para se apoiar na predestinação quando nada sabe sobre ela; ao contrário, Allah é o Criador e sem dúvida sabe disso. Então, como alguém pode pensar que Allah, exaltado seja, criou Seu servo e não sabe que curso de ação tomará ou onde acabará?

Daí quando os Sahabaa (que Allah esteja satisfeito com eles) perguntaram: Não devemos confiar no que é decretado para nós e desistir de lutar? O Profeta (que a paz e as bênçãos de Allah estejam sobre ele) respondeu dizendo:

“Não, continuai vos esforçando, pois a todos será facilitado fazer aquilo para o qual foi criado. Portanto, quem quer que esteja dentre os abençoados [destinados ao Paraíso] estará habilitado a realizar as ações do povo do Paraíso, e quem estiver entre os condenados [destinados ao Inferno] estará habilitado a realizar as ações do povo do Inferno.” Então, ele recitou as palavras (interpretação do significado):

“Então, quanto a quem dá e teme a Allah e confirma a mais bela Verdade...”

[al-Lail 92:5-6].

Narrado por al-Bukhari (4949) e Muslim (2647).

Tudo o que o homem tem que fazer nesta vida é dar o seu melhor e se esforçar muito, sem se preocupar ou pensar: isso é decretado para mim ou não? Pois ele nunca será capaz de responder a esta pergunta.

Mas quando ele sabe que tudo acontece por vontade e decreto divino (predestinação), ele se sentirá seguro se a calamidade o atingir e não se desesperará nem dirá: se eu tivesse feito isso e aquilo, então isso e aquilo teria acontecido. Este é o significado do versículo em que Allah, exaltado seja, diz (interpretação do significado):

“Nenhuma desgraça ocorre, na terra, nem em vós mesmos, sem que esteja em um Livro, antes mesmo de Nós a criarmos. Por certo, isso, para Allah é fácil. Assim é, para que vos não aflijais com o que perdestes nem jubileis com o que Ele vos concedeu. E Allah não ama a nenhum presunçoso, vanglorioso”

[al-Hadid 57:22-23].

Em terceiro lugar:

Allah, glorificado e exaltado seja, desvia quem quer, e guia quem quer, como Ele, glorificado seja, diz (interpretação do significado):

“Então, Allah descaminha a quem quer e guia a quem quer. E Ele é O Todo Poderoso, O Sábio”

[Ibrahim 14:4]

“E, se Allah quisesse, far-vos-ia uma única comunidade, mas Ele descaminha a quem quer, e guia a quem quer. E, em verdade, sereis interrogados acerca do que fazíeis”

[an-Nahl 16:93]

“Quem Allah guia é o guiado. E aqueles a quem Ele descaminha, esses são os perdedores”

[al-A'raaf 7:178].

A orientação de Allah é de dois tipos: geral e específica.

Quanto à Sua orientação geral, ela se aplica a todas as nações, até mesmo às nações incrédulas. Esta é uma orientação no sentido de tornar a verdade clara e mostrá-la a eles, como Allah, exaltado seja, diz (interpretação do significado):

“E, quanto ao povo de Thamud, guiamo-los, mas amaram mais a cegueira que a orientação; então, o raio do aviltante castigo apanhou-os, pelo que cometiam”

[Fussilat 41:17]

isto é, mostramos a eles o caminho da verdade. E Allah, glorificado e exaltado seja, diz (interpretação do significado):

“Por certo, guiamo-lo ao caminho, fosse grato, fosse ingrato”

[al-Insaan 76:3].

Quanto à Sua orientação específica, ela se aplica aos Seus servos crentes. É uma orientação no sentido de capacitar e ajudar uma pessoa a seguir a verdade e mostrar-lhe o caminho certo para segui-la. Por exemplo, Allah, exaltado seja, diz (interpretação do significado):

“Esses são os que Allah guiou. Então, segue sua orientação. Dize: ‘não vos peço prêmio por ele. Ele não é senão lembrança para os mundos.’"

[al-An'aam 6:90]

“E, assim, revelamo-te um Espírito de Nossa ordem. Tu não estavas inteirado do que era o Livro nem do que era a Fé, mas Nós o fizemos, como luz, com que guiamos a quem queremos de Nossos servos. E, por certo, tu guias os homens a uma senda reta "

[ash-Shura 42:52]

“E aos que lutam por Nós, certamente, guiá-los-emos a Nossos caminhos. E, por certo, Allah é com os benfeitores”

[al-‘Ankabut 29:69]

“Mas Allah vos fez amar a Fé e aformoseou-a, em vossos corações, e vos fez odiar a renegação da Fé e a perversidade e a desobediência. Esses são os assisados, por favor e graça de Allah. E Allah é Onisciente, Sábio.”

[al-Hujuraat 49:7-8].

Quanto ao desencaminhamento, trata-se de deixar a pessoa à sua própria sorte e não a apoiar em nenhuma forma.

At-Tahhaawi (que Allah tenha misericórdia dele) disse em seu conhecido livro al-‘Aqidah: Ele guia quem quer, protegendo-os e mantendo-os sãos por Sua graça.

E Ele extravia quem quer, deixando-o à sua própria sorte e testando-o, por Sua justiça.

Todos eles estão sujeitos à Sua vontade e são tratados com base na Sua graça ou na Sua justiça.

Isso foi discutido anteriormente nas respostas às perguntas n° 256427 e 220690.

Para uma discussão sobre se o homem não tem escolha ou possui livre arbítrio, por favor, veja as respostas às perguntas n° 34898 e 20806.

Nosso conselho é que você deve se esforçar para alcançar as ações das pessoas que são abençoadas (destinadas ao Paraíso), e você não deve deixar sua mente se preocupar com a questão da vontade e decreto divino (predestinação), porque este é um segredo divino que Allah guardou de Sua criação. Portanto, esforce-se para fazer o que lhe foi ordenado, que é crer e praticar boas obras, e deixar o que não lhe foi ordenado, que é descobrir as sutilezas da vontade e decreto divinos.

 

https://islamqa.info/pt/answers/256318/como-o-homem-pode-ter-livre-arbitrio-quando-allah-ja-criou-algumas-pessoas-para-o-paraiso-e-outras-para-o-inferno

Navegação de Artigos:
<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>

Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Centro Islâmico de Taubaté © 2009-2020, todos os direitos reservados.
Rua Benedito Silveira Moraes, 221, Bairro Jardim do Sol - Taubaté - SP. CEP: 12070-290. Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940.
E-mail:
siteluzdoislam@gmail.com

3,753,045 visitas únicas

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2020 by Nick Jones. Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3