Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940
Email: siteluzdoislam@gmail.com

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » Evidência de que o Islã é a Verdade » Deus, Seus sinais estão em todo lugar (parte 1 de 2)
Tamanho da Fonte
Deus, Seus sinais estão em todo lugar (parte 1 de 2)

O mundo tem um Deus.  É seu Criador e Mestre.  A maior prova da existência de Deus é a existência do mundo em si.  Espalhado ao nosso redor em toda sua vastidão e complexidade, testemunha a existência de um Deus grande que, em Seu poder infinito, o controla.  Se não temos escolha a não ser acreditar no mundo, não temos escolha a não ser acreditar em Deus também, porque o mundo não teria sentido se não aceitássemos a existência de um Criador e Mestre ao lado dele.  Veja como o mundo foi confeccionado de maneira requintada.  Como isso é possível se não tem Criador? Veja a ordem perfeita que mantém.  É realmente possível que não haja ninguém em controle?  A resposta, claro, é não.  A verdade é que, assim como o homem é obrigado a acreditar no mundo ao redor dele, também é obrigado a acreditar em Deus. 

Suponha que coloquemos uma pedra em uma roda de um oleiro e então giremos a roda muito rápido.  A pedra, claro, sairá voando, apesar da roda de um oleiro dificilmente alcançar uma velocidade de 25 milhas por hora.  Agora, apenas pense por um momento que a terra em que vivemos também está girando, mas a uma taxa muito mais rápida que a roda do oleiro.  Ainda assim, não saímos voando.  A terra gira continuamente em seu eixo a uma velocidade de 1.000 milhas por hora - muito mais rápido que a média de um avião de passageiros - e ainda assim movemos ao redor de sua superfície e vivemos nossas vidas cotidianas sem medo de sermos lançados como a pedra, a partir da roda do oleiro.  Que milagre isso é.  A explicação que os cientistas nos dão é que a terra nos puxa com grande força por baixo, enquanto a pressão da atmosfera vinda de cima nos puxa firmemente para o chão.  Uma força que nos atrai de baixo e um cobertor com quinhentas milhas de espessura de ar que nos envolve vindo de cima são milagres suficientes por si mesmos, e dizer que explicam não sairmos voando no espaço é dar ainda mais crédito à natureza milagrosa de todo o nosso mundo.

Tudo nesse mundo, de fato, é um milagre.  Apenas pense no que acontece quando colocamos minúsculas sementes no solo.  O solo em que são plantadas é uniforme em constituição, mas as sementes produzem uma grande variedade de plantas - rabanetes, cenouras, nabos, mangas, goiabas, mostarda - tudo desde a grama mais simples ao poderoso carvalho.  Cada planta tem sua aparência, sabor e fragrância distintos e, de acordo com sua espécie, dá certos benefícios à humanidade.

Em todo nosso redor um mundo inteiro de diversidade e proporções milagrosas se abre diante de nossos olhos.  Além disso, a todo instante uma grande variedade de formas de vida estão continuamente passando a existir, sem qualquer ajuda do homem.  Ainda assim, se todos os seres humanos nesse mundo se reunissem, não seriam capazes de criar nem um pequeno grão de areia.  Tudo isso é um milagre de proporções surpreendentes, que nos faltam palavras para descrever.  Quando tentamos fazê-lo apenas o degradamos, porque somos incapazes de fazer justiça com simples palavras humanas.  Tudo que podemos fazer é olhar em admiração e nos perguntar: "Além de Deus, quem poderia ter manifesto tal milagre?"

Tudo nesse mundo é feito de átomos.  Em uma análise final, todo objeto é uma coleção dessas partículas minúsculas.  E mesmo assim, por algum milagre estranho, quando esses átomos se reúnem em certas proporções formam o deslumbrante globo solar, e quando os mesmos átomos se acumulam em outro lugar em proporções diferentes, fluem em cascatas; e em outros lugares assumem a forma de brisas sutis ou são moldados em solo fértil.  Todas essas coisas podem ser feitas dos mesmos átomos, mas a natureza e propriedades de cada objeto separado é muito diferente.

Esse mundo milagroso fornece ao homem recursos intermináveis, aos quais dá bom uso toda vez que aprende como explorá-los.  Suprimentos maciços do que precisa na vida estão sendo constantemente acumulados e o próprio homem faz muito pouco para se beneficiar deles.  Veja por exemplo o alimento que ele come.  Não faz nada além de estender as mãos para quantidades enormes de nutrição valiosa que, como parte da ordem do cosmos, foi disponibilizada para ele.  Uma vez que a tenha em mãos, tudo que tem que mover é suas mãos e mandíbulas para que o alimento chegue ao seu estômago.  Então, sem qualquer esforço de sua parte, o alimento é absorvido pelo corpo e transformado em músculo, ossos, sangue, unhas, cabelo e outras partes do corpo humano. Onde o alimento mantém o corpo humano funcionando, o petróleo, outro fenômeno da terra, mantém suas atividades funcionando.  Tudo que o homem tem que fazer é extraí-lo do solo, refiná-lo, colocá-lo em suas máquinas e, surpreendentemente, o combustível líquido mantém todos os mecanismos de sua civilização funcionando perfeitamente.  Recursos incontáveis desse tipo foram criados nesse mundo e há suficiente de tudo para atender as necessidades do homem.  A parte do homem em fazê-las existir ou mudá-las para uma forma utilizável, é relativamente pequena.  Portanto, com um esforço mínimo ele tem roupas, casas, mobília, máquinas, veículos e todos os outros componentes e acessórios de sua civilização.  Essas ocorrências não são suficientes para provar que, de fato, há um Criador e um Mestre do mundo?

http://www.islamreligion.com/pt/articles/10325/deus-seus-sinais-estao-em-todo-lugar-parte-1-de-2/

Navegação de Artigos:
<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>

Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Centro Islâmico de Taubaté © 2009-2017, todos os direitos reservados.
Rua Benedito Silveira Moraes, 221, Bairro Jardim do Sol - Taubaté - SP. CEP: 12070-290. Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940.
E-mail:
siteluzdoislam@gmail.com

2,253,208 visitas únicas

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2017 by Nick Jones. Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3