Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940
Email: siteluzdoislam@gmail.com

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » História Islâmica » Livro: A Civilização Islâmica
Tamanho da Fonte
Livro: A Civilização Islâmica
 
http://www.luzdoislam.com.br/br/images/banners/banner_civilizacao_facebook_final.png


Em nome de Allah, o Clemente, o Misericordioso

A eternidade das civilizações é medida pelo montante das contribuições que elas oferecem à história da humanidade deixando eternas marcas em vários aspectos do pensamento, das ciências e da ética. Nós já apresentamos o grande papel desempenhado pela civilização islâmica na história do desenvolvimento humano e, podemos agora, identificar essas marcas e contribuições por meio do que a Europa ou o renascimento europeu alcançou. Isso ocorre porque as conquistas da civilização européia tiveram a influência da civilização islâmica, que a precedeu. Sem exagero, a história européia moderna é a extensão natural da história da civilização islâmica quando esta estava em sua época de florescimento. Não havia separação entre elas.

Os Caminhos da Civilização Islâmica para a Europa

Os historiadores são quase unânimes em afirmar que a civilização islâmica entrou em contato com os cristãos da Europa Ocidental durante os tempos medievais, quando a Europa estava passando por escuridão total, através de três vias principais, que variaram em nível de atividade e impacto cultural.

Andaluzia, um dos Caminhos da Civilização Islâmica para a Europa

A Andaluzia é a principal via da civilização muçulmana, a ponte mais importante através da qual a civilização islâmica se transferiu para a Europa e teve um impacto em várias áreas científicas, intelectuais, sociais e econômicas. A Andaluzia, que é parte da Europa, permaneceu por oito séculos (92-897 dH / 711-1492 dC) como um farol irradiante da civilização durante o tempo em que os muçulmanos estavam lá, mesmo quando era politicamente fraco, e quando os reinos dos partidos apareceram. Isso ocorreu através de suas universidades, escolas, bibliotecas, fábricas, palácios, jardins, cientistas e homens de letras. A Andaluzia tornou-se ponto de atenção dos europeus, cujos países tinham contatos íntimos e contínuos com a Andaluzia.

Logo após os muçulmanos se estabelecerem na Espanha, eles se dedicaram ao conhecimento e concentraram sua atenção sobre as ciências, a literatura e as artes. Nesse sentido, os muçulmanos
superaram o progresso alcançado por seus irmãos no Oriente, fizeram grandes inovações em todas as ciências, o que deu à Europa enormes fontes das quais continuou a assimilar o conhecimento desde o final do século XI até o renascimento italiano, no século XV.

Gustav Lobon disse: "Tão logo os árabes completaram a conquista da Espanha, eles começaram a cumprir a mensagem da civilização nela. Em menos de um século, eles conseguiram dar vida a uma terra árida, reconstruir as cidades destruídas, instituír magníficos edifícios e fortalecer estreitas relações comerciais com outras nações. Eles então passaram a se dedicar ao estudo das ciências e artes e à
tradução dos livros do grego e do latim, e fundaram as universidades que continuaram a ser um lugar para a cultura na Europa por muito tempo."

Autoria do Livro: Dr. Ragheb Elsergany
Tradução: Shaykh Ahmad Mazloum

clique nesse link para baixar esse livro:
/infusions/pro_download_panel/download.php?did=38

 

Navegação de Artigos:
<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>

Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Centro Islâmico de Taubaté © 2009-2017, todos os direitos reservados.
Rua Benedito Silveira Moraes, 221, Bairro Jardim do Sol - Taubaté - SP. CEP: 12070-290. Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940.
E-mail:
siteluzdoislam@gmail.com

2,395,511 visitas únicas

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2017 by Nick Jones. Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3