Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940
Email: siteluzdoislam@gmail.com

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » Livro: Fiqh al Sunnah » Livro: Fiqh Al Sunnah (Parte VIII) - As viagens
Tamanho da Fonte
Livro: Fiqh Al Sunnah (Parte VIII) - As viagens

As viagens


Viajar por uma causa que agrada Allah

Abu Hurairah relatou que o Profeta (SAW) disse: “Quando um homem sai de sua casa, há duas bandeiras na sua porta, uma na mão de um anjo e outra na mão de um demônio. Se ele sai por uma causa que agrada Allah, o anjo irá segui-lo com a sua bandeira e ele permanecerá sob a bandeira do anjo até que volte para sua casa. Se ele sai por uma causa que desagrada Allah, o demônio irá segui-lo com sua bandeira e ele permanecerá sob a bandeira do demônio até que volte para sua casa.”


Consultar as pessoas antes de viajar

O viajante deve consultar as pessoas virtuosas antes de sair em viagem. Allah diz: “Consulte-os nos assuntos” (Alcorão 3:159) e: “E para os que atendem a seu Senhor, e cumprem a oração, e cuja conduta é a consulta” (Alcorão 42:38).

O viajante também deve fazer Istikharah e buscar orientação de Allah. Saad Ibn Abi Waqas relatou que o Profeta (SAW) disse: “A felicidade do filho de Adão é buscar a orientação de Allah (fazer Istikharah) e estar satisfeito pelo que Allah decretou. E a infelicidade do filho de Adão é não buscar a orientação de Allah (fazer Istikharah) e estar insatisfeito pelo que Allah decretou.”

Ibn Taimiyyah disse que aquele que busca a orientação do Criador e consulta as criaturas nunca vai se arrepender.

 

 

 

Como fazer Istikharah (A oração de orientação)

A pessoa deve rezar duas rakaah voluntárias recitando Al-Fatiha e alguns versículos do Alcorão, louvar a Allah e invocar a bênção para o Seu Mensageiro (SAW) e depois fazer a súplica da Istikharah que o profeta (SAW) a ensinou aos Companheiros. Jaber Ibn Abdullah disse que o Mensageiro de Allah (SAW) os ensinava a realizar a oração de orientação (Al-Istikharah) em todas as situações, da mesma forma que ele os ensinava uma surata do Sagrado Alcorão dizendo: “Quando alguém se coloca na posição de fazer algo que o preocupa, então faça duas Rakaah que não sejam obrigatórias e depois diga:

 

اللّهُـمَّ إِنِّـي أَسْتَخيـرُكَ بِعِاْـمِك، وَأسْتَقْـدِرُكَ بِقُـدْرَتِـك، وَأَسْـألُـكَ مِنْ فَضْـلِكَ العَظـيم، فَإِنَّـكَ تَقْـدِرُ وَلا أَقْـدِر، وَتَـعْلَـمُ وَلا أَعْلَـم، وَأَنْـتَ عَلاّمُ الغُـيوب، اللّهُـمَّ إِنْ كُنْـتَ تَعْـلَمُ أَنَّ هـذا الأمْـرَ- وَيُسَـمِّي حاجَتَـه - خَـيْرٌ لي في دينـي وَمَعـاشي وَعاقِـبَةِ أَمْـري، فَاقْـدُرْهُ لي وَيَسِّـرْهُ لي ثـمَّ بارِكْ لي فيـه، وَإِنْ كُنْـتَ تَعْـلَمُ أَنَّ هـذا الأمْـرَ شَـرٌ لي في دينـي وَمَعـاشي وَعاقِـبَةِ أَمْـري، فَاصْرِفْـهُ وَاصْرِفْني عَنْـهُ وَاقْـدُرْ لي الخَـيْرَ حَيْـثُ كانَ ثُـمَّ أَرْضِـني بِـه

 

Allahumma inni astakhiruka bi ilmika, ua astaqdiruka biqudratika, ua as-aluka min fadhlikal-azím, fa innaka taqdiru, ua la aqdiru, ua taalamu, ua la aalamu, anta allamul-ghuiub, allahumma in kunta taalamu anna hazal-amra -- aqui ele menciona a sua necessidade- khairun li, fi díni, ua maáchi, ua aqibati amri, faqdurhu li, ua iassirhu li, thumma bárik li fihi, ua in kunta taalamu, anna hazal-amra, charun li fi díni, ua maáchi, ua aqibati amri, fasrifhu anni, uasrifni anhu, uaqdur li alkhaira haithu kana, thumma ardhini bihi

 

“Ó Allah, procuro por Teu conselho e por Tua sabedoria, imploro-Te o poder por Teu poder e imploro-Te por Teu favor poderoso. Tu possui o poder e eu não o possuo, Tu conheces e eu desconheço. Tu és O Conhecedor do que é oculto. Ó Allah, se Tu sabes que este meu fazer (a pessoa menciona a sua necessidade) é o melhor para mim, para minha religião, para minha vida e final das minhas consequências- ou ele diz: o atual e o futuro- torna-o possível para mim, facilita-o para mim e então me abençoa nele. Se Tu sabes que este meu fazer é um mal para mim, para minha religião, para minha vida e o final das minhas consequências- ou ele diz: o atual e o futuro- então o afasta de mim, me afasta dele e me torna possível o melhor onde quer que esteja, e então me faça satisfeito sobre isso.”

 

A oração de Istikharah pode ser feita em qualquer hora do dia ou da noite e a pessoa pode recitar o que quiser depois da recitação da Fatihah, pois não há uma recitação específica para essa oração.<--PAGEBREAK-->


Viajar na quinta-feira é ato recomendado

Bukhari relatou que a maioria das viagens do Profeta (SAW) foram feitas nas quintas-feiras.


Executar duas Rakaah antes da viagem

Mut'am Ibn al-Miqdam relatou que o Profeta (SAW) disse: “A melhor coisa que um viajante pode deixar para sua família é executar duas Rakaah antes da sua viagem.”


Solicitar companhia durante a viagem

Ibn Omar relatou que o Profeta (SAW) proibiu a solidão, ou seja, o homem dormir ou viajar sozinho.

Omar Ibn Chu'aib narrou que seu avô relatou que o Profeta (SAW) disse: “Aquele que viajar sozinho é um demônio e os dois sozinhos são dois demônios, mas os três viajantes formam uma caravana.”

Despedir dos parentes, suplicar por eles e eles pelo viajante

1-Abu Hurairah relatou que o Profeta (SAW) disse que ao se despedir da sua família, o viajante deve dizer:

 

أسْتَوْدِعُكُمُ اللهُ الَّذي لا تَضيعُ وَدائِعُهُ

 

Astaudi’ukum Allah Allazhi la tadhi’u wada-i-uhu

 

“Eu confio-os a Allah, Aquele que não despreza o que lhe é confiado.”

 

2-Omar relatou que o Profeta (SAW) disse: “Quando algo é confiado aos cuidados de Allah, Ele o protege.”

 

3-Abu Hurairah relatou que o Profeta (SAW) disse: “Ao viajar, a pessoa deve despedir de seus irmãos, pois as súplicas deles são abençoadas por Allah.”

A Sunnah é que os familiares e os amigos façam a seguinte súplica para o viajante:

أسْتَوْدِعُ اللهُ دينَكَ وأمانَتَكَ وخَواتيمَ عَمَلِكَ

Astaudi’ul-lahu dinaka wa amanataka wa khawatima amalika

 

“Eu confio a Allah sua religião, sua confiança e o fim de seus atos.”

 

Ibn Omar disse que ao despedir de um viajante, o Profeta (SAW) segurava a sua mão e não a deixava até que o próprio homem largasse a mão do Profeta (SAW), então dizia:

 

أسْتَوْدِعُ اللهُ دينَكَ وأمانَتَكَ وخَواتيمَ عَمَلِكَ

 

Astaudi’ul-lahu dinaka wa amanataka wa khawatima amalika

 

“Eu confio a Allah sua religião, sua confiança e o fim de seus atos.”

 

Anas relatou que um homem veio até o Profeta (SAW) e pediu lhe que dissesse algo para ele que iria viajar, então, o Profeta (SAW) disse: “Que Allah lhe forneça piedade”. O homem disse que queria algo mais e o Profeta (SAW) disse: “Que Allah perdoe os seus pecados”. E o homem queria mais e então o Profeta (SAW) disse: “Que Allah te abeçoe onde você estiver.”

Abu Hurairah relatou que um homem disse ao Profeta (SAW) que iria viajar e que gostaria de alguns conselhos. O Profeta (SAW) disse: “Temei a Allah, O Poderoso e O Exaltado e faça Takbir nos lugares elevados da terra.” Quando o homem se virou para ir, o Profeta (SAW) disse: “Ó Allah, encurta-lhe a extenção da viagem e torna-lhe fácil.”


Pedir súplicas do viajante

Omar Ibn Al-Khattab disse que pediu a permissão do Profeta (SAW) para fazer Umrah, que lhe deu e disse: “Meu irmão, não se esqueça de mim em suas súplicas.” Omar disse que essas palavras foram, para ele, melhor do que toda a riqueza do mundo.<--PAGEBREAK-->


As Súplicas durante a viagem

1-Ao sair de casa, o viajante deve dizer:

 

بِسْمِ اللهِ، تَوَكَّلْتُ عَلَى اللهِ وَلا حَوْلَ وَلا قُوَّةَ إلَّا بِالله.اللَّهُمَّ إنِّي أعُوذُ بِكَ أنْ أضِلَّ أوْ أُضَلَّ، أوْ أزِلَّ أوْ أُزَلَّ، أوْ أظْلِمَ أوْ أُظْلَمَ، أوْ أجْهَلَ أوْ يُجْهَلَ عَلَيّ

 

Bismillah, tauakaltu ala Allah, wa la haula, wa la quwata, illa bil-lah. Allahumma inni auuzu bika an adhilla au udhalla,au azilla au uzalla, au adhlima au udhlama, au ajhala au yujhala alai

 

“Em nome de Allah, eu entrego-me a Allah. Não há mudança e nem poder a não ser por Allah. Ó Allah, eu busco proteção em Ti para que não me extravie ou que não me extraviem, de cometer erros ou de ser levado a cometê-los, de oprimir ou de ser oprimido, de ser ignorante ou de ser tratado com ignorância.”

 

2- Ibn Abbas relatou que, quando o Profeta (SAW) desejava viajar, dizia:

 

اللَّهُمَّ أَنْتَ الصَّاحِبُ فِي السَّفَرِ وَالْخَلِيفَةُ فِي الأَهْلِ اللَّهُمَّ إِنِّي أَعُوذُ بِكَ مِنَ الضِّبْنَةِ فِي السَّفَرِ، وَالْكَآبَةِ فِي الْمُنْقَلَب اللَّهُمَّ اقْبِضْ لَنَا الأَرْضَ، وَهَوِّنْ عَلَيْنَا السَّفَرَ

 

Allahumma anta as-sahibu fis-safar, wal-khalifatu fil-ahl. Allahumma inni auzhu bika min al-dhibnati fis-safar, wal kaabati fil munqalab. Allahumma aqbidh lanal-ardh, wa hauwin alainas-safar

 

“Ó Allah, Tu és O Companheiro na viagem e O Sucessor na família. Ó Allah, eu protejo-me em Ti da má companhia durante a viagem e de uma aparência embaraçosa ao retornar. Ó Allah, faz a distância de nossa viagem se tornar curta e facilita-nos a viagem.”

 

E quando retornava dizia:

 

آيِبـونَ تائِبـونَ عابِـدونَ لِرَبِّـنا حـامِـدون

 

Ayibuna, ta-ibuna, abiduna, lirabbina hamidun

 

“Nós retornamos, arrependemos, adoramos e louvamos nosso Senhor.”

 

E ao entrar em casa, dizia:

 

تَوْبًا تَوْبًا، لِرَبِّنَا أَوْبًا، لاَ يُغَادِرُ عَلَيْنَا حَوْبًا

 

Tauban, tauban, lirabbina auban, la yughadiru alaina hauban

 

“Nos arrependemos e retornamos ao nosso Senhor e nós esperamos o perdão de todos os nossos pecados.”

 

3- Abdullah Ibn Sarjas relatou que, ao sair para uma viagem o Profeta (SAW) dizia:

 

اللَّهُمَّ إِنِّي أَعُوذُ بِكَ مِنْ وَعْثَاءِالسَّفَرِ وَكَآبَةِ الْمُنْقَلَبِ وَالْحَوْرِ بَعْدَ الْكَوْرِ وَدَعْوَةِ الْمَظْلُومِ وَسُوءِ الْمَنْظَرِ فِي الْمَالِ والأهْل.

 

Allahumma inni auzhu bika min waatha-is-safar, wa ka-abatil-munqalab, wal-hauri baadal-kaur, wa daauatil-madhlumi wa su-il-mandhari fil-ahli wal-mali.

“Ó Allah, eu amparo-me em Ti nas dificuldades da viagem e de uma aparência embaraçosa ao retornar, da pobreza depois da prosperidade, do grito do oprimido, de uma aparência embaraçosa e uma má mudança na riqueza e na família.”

 

Ao voltar, ele dizia o mesmo, mas ao invés de dizer “Uma má mudança na riqueza e na família”, ele dizia: “Uma má mudança na família e na riqueza.”

 

Súplicas ao sentar em cima da montaria

1-Ali Ibn Rabi'ah disse que um dia, Ali trouxe o seu cavalo para viajar. Ao colocar seu pé no estribo, disse: “Bismillah”. Ao sentar-se, disse:

 

الْحَمْـدُ لله، سُـبْحانَ الّذي سَخَّـرَ لَنا هذا وَما كُنّا لَهُ مُقْـرِنين، وَإِنّا إِلى رَبِّنا لَمُنـقَلِبون، الحَمْـدُ لله، الحَمْـدُ لله، الحَمْـدُ لله، اللهُ أكْـبَر، اللهُ أكْـبَر، اللهُ أكْـبَر سُـبْحانَكَ اللّهُـمَّ إِنّي ظَلَـمْتُ نَفْسي فَاغْـفِرْ لي، فَإِنَّهُ لا يَغْفِـرُ الذُّنوبَ إِلاّ أَنْـت

 

Alhamdu lillah, subhanal-lazhi sakhkhara lana hazha wama kunna lahu muqrinin, wa inna ila rabbina lamunqalibun, alhamdu lillah, alhamdu lillah, alhamdu lillah, Allahu akbar, Allahu akbar, Allahu akbar. Subhanakal-lahumma inni dhalamtu nafsi fa aghfirli fa innahu la yaghfiru al zhunuba illa ant.

 

“Louvado seja Allah, quão perfeito é Aquele que nos submeteu ao que jamais teríamos logrado fazer e em verdade é para nosso Criador que retornaremos. Louvado seja Allah, Louvado seja Allah, Louvado seja Allah. Allah é O Maior, Allah é O Maior, Allah é O Maior. Ó Allah, eu fui injusto para comigo mesmo, então me perdoa, pois não há quem perdoe os pecados além de Ti.”<--PAGEBREAK-->

 

Então, Ali riu, e Ali Ibn Rabi'ah disse-lhe: Ó Emir dos crentes, porque está rindo? Ele respondeu: Eu vi o Mensageiro de Allah fazer o mesmo que eu fiz e, em seguida, ele riu e eu lhe perguntei o motivo e ele disse: “O Senhor fica satisfeito quando seu servo pede perdão e Ele diz: Meu servo sabe que não há quem perdoe os pecados além de Mim.”

 

2- Al-Azdi relatou que Ibn Omar lhe ensinou que ao se sentar em cima do seu camelo para viajar, o Mensageiro de Allah (SAW) dizia:

 

اللهُ أكبَر ، اللهُ أكبَر ، اللهُ أكبَر، سُـبْحانَ الَّذي سَخَّـرَ لَنا هذا وَما كُنّا لَهُ مُقْـرِنين، وَإِنّا إِلى رَبِّنـا لَمُنْقَـلِبون، اللّهُـمَّ إِنّا نَسْـأَلُكَ في سَفَـرِنا هذا البِـرَّ وَالتَّـقْوى، وَمِنَ الْعَمَـلِ ما تَـرْضى، اللّهُـمَّ هَوِّنْ عَلَـينا سَفَرَنا هذا وَاطْوِ عَنّا بُعْـدَه، اللّهُـمَّ أَنْـتَ الصّـاحِبُ في السَّـفَر، وَالْخَلـيفَةُ في الأهـلِ، اللّهُـمَّ إِنّـي أَعـوذُبِكَ مِنْ وَعْـثاءِ السَّـفَر، وَكَآبَةِ الْمَنْـظَر، وَسوءِ الْمُنْـقَلَبِ في المـالِ وَالأَهْـل.

 

Allahu akbar, Allahu akbar, Allahu akbar, subhanal-lazhi sakhkhara lana hazha wama kunna lahu muqrinin, wa inna ila rabbina lamunqalibun, allahumma inna nas-aluka fi safarina hazha al-birra wat-taqwa, waminal-amali ma tardha, allahumma hauwin alaina safarana hazha, watui anna bu’dah, allahumma anta as-sahibu fis-safar, wal-khalifatu fil-ahl, allahumma inni auzhu bika min waatha-is-safar, wa ka-abatil-mandhar, wa su-il-munqalab fil-mali wal-ahl.

 

“Allah é O Maior, Allah é O Maior, Allah é O Maior. Quão perfeito é Aquele que nos submeteu ao que jamais teríamos logrado fazer e em verdade é para nosso Criador que retornaremos. Ó Allah, nós suplicamos-Te em nossa viagem esta devoção e temor e dos atos, os que Te agradam. Ó Allah, facilita-nos nossa viagem, faz a distância de nossa viagem se tornar curta. Ó Allah, Tu és O Companheiro na viagem e O Sucessor na família. Ó Allah, eu amparo-me em Ti nas dificuldades da viagem, de uma aparência embaraçosa e uma má mudança na riqueza e na família.”

 

E quando retornava dizia as mesmas palavras e acrescentava:

 

آيِبـونَ تائِبـونَ عابِـدونَ لِرَبِّـنا حـامِـدون

 

Ayibuna, ta-ibuna, abiduna, lirabbina hamidun

 

“Nós retornamos, arrependemos, adoramos e louvamos nosso Senhor.”

 

3-Ibn Omar relatou que, quando o Profeta (SAW) viajava a noite, ele dizia:

 

يَا أَرْضُ رَبِّي وَرَبُّكِ اللَّهُ ، أَعُوذُ بِاللَّهِ مِنْ شَرِّكِ وَشَرِّ مَا فِيكِ ، وَشَرِّ مَا خُلِقَ فِيكِ وَشَرِّ مَا دَبَّ عَلَيْكِ ، أَعُوذُ بِاللَّهِ مِنْ شَرِّ كُلِّ أَسَدٍ ، وَأَسْوَدَ ، وَحَيَّةٍ ، وَعَقْرَبٍ ، وَمِنْ سَاكِنِ الْبَلَدِ ، وَمِنْ شَرِّ وَالِدٍ وَمَا وَلَدَ

 

Ya ardhu rabbi wa rabbukil-lah, auzhu bil-lah min charriki wa charri ma fiki, wa charri ma khuliqa fiki wa charri ma dabba alaiki. Auzhu bil-lahi min charri kulli assadin wa aswad, wa haiyatin wa aqrab, wa min charri sakinil-balad wa min charri walidin wama walad

 

“Ó terra, Allah é meu Senhor e teu Senhor. Eu amparo-me em Allah contra o teu mal e o mal que possuis, e o mal que foi criado em ti, e o mal das todas as criaturas que vivem sobre ti. Eu amparo-me em Allah contra o mal dos leões e das cobras pretas, das serpentes e dos escorpiões, e de todos que habitam a terra, e contra o Satanás e seus seguidores.”

 

Súplica quando o viajante parar em um lugar:

Khaulah Bint Hakim relatou que o Profeta (SAW) disse, que nada prejudicará a pessoa em um lugar em que ela chega e diz:

 

أَعـوذُ بِكَلِـماتِ اللّهِ التّـامّاتِ مِنْ شَـرِّ ما خَلَـق

 

Auzhu bikalimatil-lahi at-tammati min charri ma khalaq

 

“Eu me amparo nas palavras perfeitas de Allah do mal que Ele criou.”

 

Súplicas ao entrar em uma vila:

1-Suhaib relatou que quando o Mensageiro de Allah (SAW) via uma vila na qual pretendia entrar, dizia:

 

أللّـهُمَّ رَبَّ السَّـمواتِ السّـبْعِ وَما أَظْلَلَـن، وَرَبَّ الأَراضيـنَ السّـبْعِ وَما أقْلَلْـن، وَرَبَّ الشَّيـاطينِ وَما أَضْلَلْـن، وَرَبَّ الرِّياحِ وَما ذَرَيْـن، أَسْـأَلُـكَ خَيْـرَ هذهِ الْقَـرْيَةِ وَخَيْـرَ أَهْلِـها، وَخَيْـرَ ما فيها، وَأَعـوذُ بِكَ مِنْ شَـرِّها وَشَـرِّ أَهْلِـها، وَشَـرِّ ما فيها

 

Allahumma rabba as-samawati as-sab’i wama adhlalna, wa rabbal-aradhina as-sab’i wama azlalna, wa rabba ach-chaiatini wama adhlalna, wa rabba ar-riyahi wama zharaina, as-aluka khaira hazhihi al-qariah, wa khaira ahliha wa khaira ma fiha, wa auzhu bika min charriha wa charri ahliha, wa charri ma fiha<--PAGEBREAK-->

 

“Ó Allah, Criador dos sete céus e de tudo o que eles contêm, Criador das sete terras e de tudo que elas levam, Criador dos demônios e de tudo que eles desviam, Criador dos ventos e de tudo que eles carregam. Imploro-Te pelo bem desta vila, pelo bem de seu povo e pelo bem que está nela. Amparo-me em Ti de seu mal, do mal de seu povo e do mal que nela há.”

 

2-Ibn Omar relatou que quando o Mensageiro de Allah (SAW) via uma vila na qual pretendia entrar, dizia:

 

اللهُمَّ بارِكْ لنا فِيها، اللهُمَّ بارِكْ لنا فيها، اللهُمَّ بارِكْلنا فِيها. اللهُمَّ ارْزِقْنا جَناها، وَحَبِّبْنا إلى أهْلِها وَحَبِّبْ صالِحي أهْلِها إليْنا.

 

Allahumma barik lana fiha, Allahumma barik lana fiha, Allahumma barik lana fiha, Allahumma arziqna janaha, wa habbibna ila ahliha, wa habbib salihi ahliha ilaina

 

“Ó Allah, abençoa-nos naquilo que está nela. Ó Allah, abençoa-nos naquilo que está nela. Ó Allah, abençoa-nos naquilo que está nela. Ó Allah, sustenta-nos da sua colheita e faça seus habitantes gostarem de nós e faça-nos gostar dos virtuosos dentre eles.”

 

3-Aicha relatou que quando o Mensageiro de Allah (SAW) via uma vila na qual pretendia entrar, dizia:

 

اللهُمَّ إنِّي أسْألُكَ مِنْ خَيْرِ هَذِهِ وَخَيْر ما جَمَعْتَ فيها، اللهُمَّ ارْزِقْنا جَناها وأعِذْنا مِنْ وَباها، وَحَبِّبْنا إلى أهْلِها وَحَبِّبْ صالِحي أهْلِها إليْنا.

 

Allahumma inni as-aluka min khairi hazhihi wa khair ma jamaata fiha, allahumma arziqna janaha wa aizhna min wabaha, wa habbibna ila ahliha wa habbib salihi ahliha ilaina

 

“Ó Allah, imploro-Te pelo bem desta vila e pelo o bem que está nela. Ó Allah, sustenta-nos da sua colheita e protege-nos de suas doenças, faça seus habitantes gostarem de nós e faça-nos gostar dos virtuosos dentre eles.”


Súplica ao Amanhecer:

Abu Hurairah relatou que quando o Profeta (SAW) estava em uma viagem, antes do alvorecer ele dizia:

 

سَمِـعَ سـامِعُ بِحَمْـدِ اللهِ وَحُسْـنِ بَلائِـهِ عَلَيْـنا. رَبَّنـا صـاحِبْـنا وَأَفْـضِل عَلَيْـنا عائِذاً باللهِ مِنَ النّـار

 

Sami’a sami’un bihamdil-lahi wa husni bala-ihi alaina, rabbana sahibna wa afdhil alaina a-izhan billahi minan-nar

 

“Possa uma testemunha testemunhar os nossos louvores a Allah, pelas Suas Dádivas e pelas Suas Provações. Nosso Criador, nosso Companheiro, protege-nos, perdoa-nos, favorece-nos com Sua Ampla Misericórdia, protegemo-nos em Allah do fogo infernal.”
 

Súplicas ao subir as montanhas, descer os vales e ao retornar para casa:

1-Jabir disse que ao subir as montanhas durante as viagens, costumavam dizer Allahu akbar e ao descer os vales costumavam dizer Subhanallah.

2-Ibn Omar disse que ao subir uma montanha quando voltava do Hajj ou do Umrah, o Profeta (SAW) fazia três Takbir e dizia:

 

لا إلهَ إلا اللهُ وَحْدَهُ لا شَريكَ لَهُ، لَهُ المُلْكُ وَ لَهُ الحَمْدُ وَهُوَ عَلى كُلِّ شَيْءٍ قَدير آيِبـونَ تائِبـونَ عابِـدونَ لِرَبِّـنا حـامِـدون صَدَقَ اللهُ وَعْدَهُ وَنَصَرَ عَبْدَهُ وَهَزَمَ الأحْزابَ وَحْدَهُ.

 

La ilaha illa Allah, wahdahu la charika lahu, lahul-mulku wa lahul-hamdu wa hua ala kulli chai-in qadir. Aibuna, ta-ibuna, abduna, lirabbina hamiduna. Sadaqal-lahu waadahu, wa nassara abdahu, wa hazamal-ahzaba wahdahu

 

“Não há divindade além de Allah, o Único, que não possui sócios. Sua é a soberania e para Ele são os louvores. Ele tem o poder sobre todas as coisas. Nós retornamos, nós nos arrependemos, nós adoramos e louvamos nosso Criador. Allah cumpriu Sua promessa, deu a vitória a Seu servo e derrotou as tribos sozinho.”<--PAGEBREAK-->

 

Súplicas ao embarcar em um navio:

Al-Hussain Ibn Ali relatou que o Profeta (SAW) disse que a segurança da nação contra o afogamento é quando, ao embarcar num navio ou um barco, dizer:

 

بِسْمِ اللَّهِ مَجْرَاهَا وَمُرْسَاهَا إنَّ رَبِّي لَغَفُورٌ رَّحِيمٌ

وَمَا قَدَرُوا اللَّهَ حَقَّ قَدْرِهِ وَالأَرْضُ جَمِيعاً قَبْضَتُهُ يَوْمَ القِيَامَةِ وَالسَّمَوَاتُ مَطْوِيَّاتٌ بِيَمِينِهِ سُبْحَانَهُ وَتَعَالَى عَمَّا يُشْرِكُونَ

 

Bismillahi majraha wamursaha inna rabbi laghafurun rahiimun.

Wama qadaru Allaha haqqa qadrihi wal-ardhu jami’an qabdhatuhu yawma alqiyamati wassamawatu matwiyyatun biyamiinihi subhanahu wataala amma yuchrikuun.

Que seu rumo e sua ancoragem sejam em nome de Deus, porque meu Senhor é Indulgente” (Alcorão 11:41).

E eles não aquilatam Deus como deveriam! No Dia da Ressurreição, a terra, integralmente, caberá na concavidade de Sua Mão e os céus estarão envolvidos pela Sua mão direita. Glorificado e exaltado seja de tudo quanto Lhe associam” (Alcorão 39:67).

 

Súplica ao embaracar quando o mar estiver agitado:

Não é permitido embarcar em uma viagem quando o mar estiver agitado. Abu Umran Al-Jauni disse que alguns dos Companheiros disseram para ele que o Profeta (SAW) proibiu as pessoas de dormirem no telhado de uma casa que não tem proteção e de embarcar enquanto o mar estivesse agitado.

 

Navegação de Artigos:
<< Artigo Anterior || Próximo Artigo >>

Compartilhar esse Artigo:
Url
BBCode
HTML

Centro Islâmico de Taubaté © 2009-2017, todos os direitos reservados.
Rua Benedito Silveira Moraes, 221, Bairro Jardim do Sol - Taubaté - SP. CEP: 12070-290. Fones: (12) 3624-8602 / 3411-1940.
E-mail:
siteluzdoislam@gmail.com

2,428,586 visitas únicas

site desenvolvido por www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2017 by Nick Jones. Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3